Brasil

Shein lança hoje roupas plus size, fitness e lingerie feitas no Brasil

Shein lança roupas plus size, fitness e lingerie feitas no Brasil

Em | Da Redação

Atualizado em

Shein lança hoje roupas plus size, fitness e lingerie feitas no Brasil
Preços variam entre R$ 7 (calcinha) e R$ 200 (jaqueta puffer). Mas não é simples encontrar as coleções brasileiras em meio às peças de 6.000 fornecedores globais

A varejista asiátia Shein lança nesta quinta (19) três novas categorias de roupas brasileiras: plus size, lingerie e fitness. Na coleção plus size, as peças vão do tamanho 48 ao 58 (G1 ao G5). Os preços variam entre R$ 7 (calcinha) e R$ 200 (jaqueta puffer). Mas não é simples encontrar as coleções brasileiras em meio às peças de 6.000 fornecedores globais da Shein: o usuário precisa entrar no site ou aplicativo e clicar na categoria “envio nacional” e, na sequência, acessar a subcategoria “novidades”, para então procurar pelo ícone “SheinBrasil”.

O lançamento das novas coleções faz parte dos planos da gigante asiática de moda online de expandir sua operação no país – em abril, a empresa anunciou que faria no Brasil investimentos de R$ 750 milhões até 2026. Ao final dos próximos três anos, a Shein diz pretender ter 85% da sua venda local originada a partir de produtos brasileiros – seja de produção própria ou de revendedores nacionais, os “sellers”.

“São peças produzidas a partir da análise do corpo da mulher brasileira, tendo como referência a tabela da ABNT [Associação Brasileira de Normas Técnicas] e os produtos importados mais vendidos na nossa plataforma, o que deu origem a uma tabela exclusiva de medidas”, diz Fabiana Magalhães, diretora de produção local da Shein no Brasil, que apresentou as novas coleções à imprensa nesta quarta-feira (18), na sede da empresa, em São Paulo.

A executiva é a responsável por gerir a produção local, que deve englobar 2.000 confecções até o final de 2026, período em que a Shein prometeu gerar 100 mil empregos indiretos. Até agora, foram fechados acordos com 336 fábricas em 12 estados, de diferentes regiões do país, sendo que 213 delas estão fornecendo produtos à plataforma. Nestes seis meses, 4.000 modelos foram produzidos no Brasil, por confecções e estilistas locais, segundo a plataforma.

Os investimentos de R$ 750 milhões envolvem fornecimento de tecnologia e treinamento para que as confecções atualizem seu modo de produção para o da Shein.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads