Brasil

Mulher que vendia rifas morta com marido em praia alertou amiga sobre sonho com tiroteio

Em | Da Redação

Atualizado em

Mulher que vendia rifas morta com marido em praia alertou amiga sobre sonho com tiroteio

Reprodução/Redes Sociais

A vendedora de rifas Hynara Santa Rosa da Silva, de 39 anos, morta a tiros com o companheiro Rodrigo da Silva Santos, 33, em uma praia na Barra do Jacuípe, em Camaçari, cidade da Região Metropolitana de Salvador, relatou a uma amiga que havia sonhado com um tiroteio.

“Eu estava com você no comércio, com roupa de academia, e parou um carro e chamou o nome dela. Deram um tiro e consegui rastejar até meu carro e comecei a chamar ela, porque meu carro é blindado… Eles atiravam tanto e eu saí correndo até a polícia. Acordei assustada”, disse.

Após relatar o sonho com detalhes, Naroka, como era conhecida nas redes sociais, pediu para que a amiga tivesse cuidado.

“Tenha cuidado, viu, meus sonhos são sempre avisos”, pediu à amiga.

O crime ocorreu no domingo (11) e ninguém havia sido preso até a manhã desta segunda-feira (12). Nas redes sociais, o casal acumulava mais de 100 mil seguidores e era conhecido como DG e Naroka Rifas. Eles foram baleados no peito e na cabeça, e deixaram dois filhos.

Horas antes do duplo homicídio, as vítimas curtiam o fim de semana na praia. DG e Naroka compartilharam vídeos em que aparecem em uma moto aquática.

Reprodução/Redes Sociais

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads