Brasil

Casal que vendia rifas na internet é morto a tiros

Em | Da Redação

Atualizado em

Casal que vendia rifas na internet é morto a tiros

Casal de rifeiros baianos é morto a tiros em condomínio de luxo em Jacuípe

Um casal que trabalhava com a venda de rifas na internet foi morto a tiros, no domingo (11), em uma praia na Barra do Jacuípe, em Camaçari, cidade da Região Metropolitana de Salvador. As vítimas foram identificadas como Rodrigo da Silva Santos, 33 anos, e Hynara Santa Rosa da Silva, de 39.

Nas redes sociais, o casal acumulava mais de 100 mil seguidores até o domingo e era conhecido como DG e Naroka Rifas. Eles foram baleados no peito e na cabeça, e deixam dois filhos.

Horas antes do duplo homicídio, as vítimas curtiam o fim de semana na praia. DG e Naroka compartilharam vídeos em que aparecem em uma moto aquática.

Além disso, Naroka havia postado um vídeo chorando, em uma rede social, após conversar com uma amiga de infância. “Me bateu uma tristeza, estava conversando com uma amiga de infância, e ela está postando um monte de fotos antigas da época de escola, da turminha do interior”, disse.

A rifeira sinalizou também que, ao conversar com a amiga, sentiu falta de ter laços afetivos do passado.

“Ela falou que não tinha nenhuma foto comigo, erámos melhores amigas. Na época, eu ia escola para casa e de casa para a escola, porque eu era escravizada. Não tinha infância, nem adolescência, e sinto falta desses laços que são tão bons para nossa vida. Por isso hoje eu faço de tudo pelos meus filhos”, complementou.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads