Nos siga nas redes sociais

Esportes

Vitor Belfort ignora críticas e revela desejo de revanche contra Weidman

Lutador afirmou que se dependesse da sua vontade marcaria logo uma revanche contra o rival americano

Publicado

em

ás

Vitor Belfort sabe que as lutas do UFC dependem da própria organização do Ultimate para acontecerem. No entanto, ao rever a sua luta contra Chris Weidman, quando foi derrotado na disputa do cinturão do peso-médio, Belfort afirmou que se dependesse da sua vontade marcaria logo uma revanche contra o rival americano.

– Toda vez que vejo essa luta falo que quero lutar de novo com ele. Se fosse do meu jeito, iríamos marcar uma revanche. Se fosse do (jeito) Vitor pessoa. Mas existe um mercado, existe uma organização, existe as regras que são impostas. Você tem que seguir certas coisas – afirmou.

Belfort não sabia o que era sair de um octógono derrotado desde 2012. Após o revés em Las Vegas, no último dia 23 de maio, o lutador foi criticado. Ronaldo Jacaré, por exemplo, publicou em umarede social que a performance do brasileiro foi “muito abaixo do esperado para um atleta da Carlson Gracie”.

O campeão mundial de boxe, Acelino “Popó” Freitas, reconheceu o talento de Weidman, mas também cutucou Vitor ao afirmar que “a faixa branca apareceu porque a preta sumiu”. Sem citar nomes, Vitor Belfort classificou os críticos como “vozes do deserto”.

– Quando a luta foi pro chão, houve erros técnicos, mas não consegui mexer. Sentia dor no meu ombro e ele é um cara muito bom, conseguiu me dominar e eu não consegui virar com meus dois ombros no chão, não consegui repor a guarda. Houve erro técnico.

Agora, questionar tira o mérito do Weidman. Sei que às vezes as pessoas fazem uma crítica que a gente não tem que ligar mesmo, são as vozes do deserto que a gente não pode ouvir. Sei tudo que fiz de errado, ninguém precisa me avisar o que foi. Sei tudo o que aconteceu – respondeu.

O brasileiro também lembrou a frustração que sentiu após a luta ao cogitar uma aposentadoria, mas descartou a ideia. Belfort agradeceu o carinhos dos fãs ao retornar para o Brasil.

– Sou movido a amor. Se eu tenho amor para fazer algo, se tenho confiança, se sei que posso, querer eu quero. Agora é o próximo passo, que é aguardar, esperar. Ver com o UFC, junto com meu escritório, as decisões em comum acordo. Hoje luto não porque preciso, mas porque amo. Luto porque gosto. Ver os fãs falando pra não parar, que eu os motivo, mudo a vida deles. É bacana ver algo além da performance. É bom saber que quando perco, em Las Vegas, nos Estados Unidos, a plateia era a meu favor (…)

Agora, pensando melhor, não penso nisso (aposentadoria) – revelou Vitor Belfort.

Fonte: Com informações do SporTV

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.