Nos siga nas redes sociais

Esportes

Vinte mil pessoas enchem Tamburello de vida nos 20 anos do adeus a Senna

20 anos Senna

Publicado

em

ás

Tamburello. Maldita Tamburello. A curva que Ayrton Senna não pôde fazer. Vinte anos após o acidente fatal do tricampeão em 1º de maio de 1994 no GP de San Marino, em Ímola, a “curva da morte” foi tomada de vida. Não foram dezenas, não foram centenas.

Nesta quinta-feira, milhares de fãs, de diversos países, compareceram ao circuito para prestar seu tributo ao ídolo. Mais precisamente 20 mil, segundo o corpo de bombeiros da comuna. Após dez mil ingressos terem sido vendidos, os portões tiveram que ser abertos em razão da multidão do lado de fora, que tentava ansiosamente entrar para deixar sua homenagem. 

Milhares de pessoas invadem o circuito de Ímola para as homenagens a Ayrton Senna (Foto: Felipe Siqueira)

Assim que a organização do “Ayrton Senna Tribute” abriu os portões da pista do Autódromo Enzo e Dino Ferrari, um mar de gente tomou o circuito e rumou em direção à Tamburello. No muro do acidente, fãs faziam orações, outros deixavam flores, mensagens, bandeiras do Brasil e lembranças em memória do tricampeão. Uma pequena criança – Senna sempre mostrou grande preocupação com os pequenos – deixou seu desenho na grade atrás do local da batida

Em seguida, uma cerimônia foi realizada no local. Diversos pilotos deixaram seus depoimentos. Companheiro de McLaren e grande amigo do brasileiro, Gerhard Berger lembrou os bons momentos com Senna. Marcaram presença também a atual dupla da Ferrari, Fernando Alonso e Kimi Raikkonen, além dos ex-pilotos como Andrea de Cesaris, Jarno Trulli, Pierluigi Martini, Riccardo Patrese e Emanuelle Pirro.

Berger, Alonso, Raikkonen e cia. participam de homenagem a Ayrton Senna em Imola (Foto: Felipe Siqueira)

Por mais que seja uma ocasião triste, a morte de Ayrton hoje é também um momento feliz, por lembrarmos dele. Nossa geração teve tantos bons momentos aqui, corridas, testes. Lembro da muito bem de Ayrton aqui, no hotel, na pista, nos pits. É fantástico estar aqui de novo. Estou feliz de estar aqui em respeito a Ayrton Senna e Roland Ratzemberger. E acho que todos aqui concordamos que Senna foi o melhor piloto de todos os tempos – disse Berger, respondido com aplausos.

Fã de Ayrton Senna não segura o choro em frente ao local do acidente fatal, na curva Tamburello em Ímola (Foto: Felipe Siqueira)  
Fã de Senna não segura o choro em frente ao local do acidente fatal, na curva Tamburello em Ímola (Foto: Felipe Siqueira)

Homenagens em São Paulo

Fãs de outras partes do mundo também lembram os 20 anos sem o ídolo brasileiro. Em São Paulo, cidade onde o piloto nasceu e foi sepultado, fãs se mobilizaram e, em um gesto emotivo, fizeram homenagens no túmulo localizado no Cemitério do Morumbi. Flores, recados e fotos foram deixadas diante da placa com o nome do piloto. Após a morte de Ayrton, houve uma imensa mobilização nas ruas da capital paulista. O velório durou mais de 22 horas e contou com a presença de cerca de 240 mil pessoas. O corpo chegou ao Brasil no dia 4 de maio de 1994, mas só foi enterrado no dia seguinte.

visita túmulo ayrton senna cemitério morumbi são paulo (Foto: Agência Reuters) 

Senna é manchete na imprensa internacional 

A imprensa internacional preparou conteúdos especiais sobre os 20 anos da morte de Senna. O legado do tricampeão mundial recebeu destaque em jornais como o britânico “The Guardian” e o alemão “Bild”. Sites especializados na cobertura esportiva, como o britânico “Autosport”, o italiano “Gazzetta dello Sport” e o espanhol “Marca”, também publicaram reportagens sobre o ídolo brasileiro.

mosaico senna jornais (Foto: Reprodução ) 

A Ultima vitória de Senna no Brasil:

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.