Nos siga nas redes sociais

Brasil

(VÍDEO) Advogada é baleada por cliente dentro do próprio escritório no Rio de Janeiro

Vítima conseguiu imobilizar o suspeito e desarmá-lo. Homem tentou fugir, mas foi preso em seguida.

Publicado em

às

Advogada é baleado por cliente dentro do próprio escritório em Campos dos Goytacazes (RJ) (Foto: reprodução – redes sociais)

Uma advogada, de 27 anos, foi baleada dentro do próprio escritório, localizado em um shopping, por um cliente em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, na tarde da última quarta-feira (26/01). Para se salvar, ela entrou em luta corporal com o homem e conseguiu desarmá-lo, mesmo levando quatro tiros, de acordo com informações da Polícia Militar.

As imagens mostram o momento que ele aparece entrando no local e retira a arma que estava escondida em uma espécie de bolsa. Logo depois, ele aponta o revólver para a advogada Nayara Gilda Gomes Acha Prestes, que se levanta da cadeira e entra em luta corporal com ele.

Ainda de acordo com a corporação, após ser desarmado, o homem tentou fugir, mas acabou detido dentro do shopping por militares do programa Segurança Presente.

A vítima foi internada em um hospital particular da cidade, mas a unidade de saúde não deu mais informações sobre o estado de saúde dela. Porém, em um vídeo publicado nas redes sociais, Nayara destaca que o passou por cirurgia, encontra-se com algumas balas alojadas pelo corpo, mas não corre risco de vida.

“Estou com um tiro no peito, que está alojado não sei onde ainda. Está doendo muito. Estou também com um tiro alojado em um braço. (…) Eu consegui tirar, no final, a arma da mão dele e joguei. Eu poderia ter atirado nele, mas eu não quis. Não é certo ninguém tirar a vida de ninguém. Eu joguei a arma pela escada. Ele me enforcou, me fez um mata-leão. (…) Quando consegui me soltar, saí correndo pelo shopping. (…) O médico falou que eu não corro risco de vida.”

OAB acompanha caso de advogada que foi baleada por cliente

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) afirmou que está ciente sobre a tentativa de homicídio contra Nayara, que é inscrita na 12ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional do Estado do Rio Janeiro.

“(…) Considerando que, aparentemente, o crime possui relação com a atividade profissional da advogada, a OAB Campos, por meio de sua Comissão de Prerrogativas, designou o Dr. Glaidemir Resende para acompanhar as investigações que estão sendo conduzidas com brilhantismo, pelos policiais da Deam-Campos dos Goytacazes”, complementa a OAB.

A Polícia Civil (PC) disse que ainda não vai se pronunciar sobre o caso.

Motivação do crime

Segundo a polícia, Nayara cuidava de várias causas do suspeito, dentre elas, o inventário do pai dele. E, segundo as investigações, a motivação do crime seria o não pagamento dos honorários da advogada estabelecidos no contrato.

No mesmo vídeo em que fala sobre o seu estado de saúde, Nayara corroborou com a versão da polícia e diz que o homem lhe deve cerca de R$ 160 mil. Além disso, ela conta que o suspeito do crime tentou revogar sua procuração para não realizar o pagamento, ao que ela teria solicitado ao juiz que descontasse seus honorários quando saísse a partilha.

O homem teria ido ao escritório com esse argumento, mas foi o momento que sacou a arma e efetuou os disparos. O suspeito foi autuado por tentativa de homicídio triplamente qualificado – por motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima, além de porto ilegal de arma de fogo de uso restrito.

*Com informações do G1 e Migalhas.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © - 2022 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.