Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Variante de Manaus, do novo coronavírus já circula na Mata Sul de Pernambuco, confirma SES

A prefeitura, através da Secretaria de Saúde, vem reforçando as medidas de combate ao Coronavírus, com ações como ampliação de barreiras sanitárias.

Publicado

em

ás
Reprodução em 3D do modelo do novo coronavírus (Sars-CoV-2) criada pela Visual Science. — (Foto: Reprodução/Visual Science)

Reprodução em 3D do modelo do novo coronavírus (Sars-CoV-2) criada pela Visual Science. — (Foto: Reprodução/Visual Science)

Na quinta-feira (10), o Governo de Pernambuco divulgou o resultado do sequenciamento genético de amostras positivas para o Coronavírus, colhidas em Vitória de Santo Antão, na Mata Sul de Pernambuco e foi identificada a presença da variante P.1 (conhecida popularmente como variante de Manaus) no município. O dado foi anunciado para a população vitoriense, na sexta-feira (11/06) em uma transmissão ao vivo nas redes sociais da prefeitura com a participação do prefeito Paulo Roberto, do secretário de Saúde, Eudes Lorena, e do coordenador da Vigilância Epidemiológica, Ewerton Thiago.

A variante, que foi identificada inicialmente em Manaus (AM), é a linhagem que predomina atualmente em Pernambuco, de acordo com as análises feitas pelo Instituto Aggeu Magalhães (IAM/ Fiocruz PE) e pelo Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (LIKA/UFPE). A ‘P.1’ pode ter impactos no cenário epidemiológico de Vitória, como aponta o secretário de Saúde do município, Eudes Lorena. “Acreditamos que essa variante também é um dos fatores responsáveis pelo aumento do número de casos na nossa cidade”, explicou Lorena.

A pessoa que foi detectada com a variante em Vitória não vai ter a identidade revelada. Ela apresentou os sintomas da Covid-19 em fevereiro, quando realizou o teste, recebendo o diagnóstico nos primeiros dias de março. O exame foi analisado pelo Laboratório Central de Pernambuco (LACEN/PE), responsável por encaminhar a amostra para sequenciamento na qual divulgou o resultado para o município ontem.

De acordo com estudo publicado na revista Science do dia 14 de abril deste ano, a variante de Manaus (P.1) do Coronavírus é de 1,7 a 2,4 vezes mais transmissível do que as outras linhagens do vírus. A presença da P.1 é motivo de preocupação para os gestores públicos, pois, do ponto de vista epidemiológico, parece desestabilizar o sistema de saúde principalmente em relação à estrutura de superlotação dos hospitais e muito embora não se tenha evidências de que a cepa seja mais letal.

A prefeitura, através da Secretaria de Saúde, vem reforçando as medidas de combate ao Coronavírus, com ações como ampliação de barreiras sanitárias, a criação de uma central de monitoramento de casos, aumento da frequência de sanitização e endurecimento de medidas restritivas. “Como gestão, vamos continuar trabalhando para combater a proliferação da Covid-19, e contamos com a colaboração de todos para vencermos essa luta. Por isso, pedimos aos cidadãos que não se aglomerem, usem máscaras e álcool 70%”, coloca o prefeito Paulo Roberto.

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.