Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Uso excessivo e manuseio errado de smartphones podem provocar lesões

As telas sensíveis ao toque (touchscreen) não apresentam uma resposta tátil igual a dos teclados

Publicado

em

ás

41c5ecbf9226c0c1801f1c1b0328167a.jpg

O mundo de informações e serviços na palma da mão. E por oferecer tantas vantagens, os smartphones e tablets se multiplicam no mundo inteiro, transformando-se em “objeto inseparável” de milhões de usuários. Mas nem tudo são flores nessa relação. O uso excessivo desses aparelhos ou manuseio incorreto pode provocar danos à saúde, como Lesão por Esforço Repetitivo (LER) e problemas de postura.
 
A LER é uma das principais doenças desenvolvidas pela repetição de movimentos. “As telas sensíveis ao toque (touchscreen) não apresentam uma resposta tátil igual a dos teclados convencionais e isso faz com que os usuários toquem com mais força, causando maior tensão nos nervos e fadiga. Quem sofre mais são os dedos indicador e polegar”, explica o ortopedista Romeu Krause, do Hospital Esperança.

maos-470

As lesões podem atingir articulações das mãos

Outro fator que contribui com as lesões é o pouco espaço disponível para digitação nas telas, restringindo os movimentos dos dedos e pulso. “Sou um admirador e totalmente a favor das novas tecnologias, mas as pessoas precisam saber dos riscos quês estão correndo para poder evitá-los. O número de pacientes que chegam ao meu consultório com lesões provocadas pelo uso incorreto ou excessivo de smartphones aumentou bastante”, afirma Krause. 

Como prevenção, o médico orienta que, a cada uma hora de utilização do equipamento, o usuário pare por dez minutos para fazer exercícios de alongamento nas mãos e braços. Já para os pacientes em crise, o tratamento é reduzir ao máximo o uso do aparelho, além de tomar medicação e realizar sessões de fisioterapia. 

alogamento470
Os usuários devem alongar mãos e braços com frequência

A jornalista Marília Alves não chegou a ponto de precisar fazer fisioterapia, mas teve que deixar o seu tablet um bom tempo dentro da gaveta. “Quando comprei o tablet, já tinha um smartphone, que usava bastante. Aí passei praticamente uma semana gastando todo o meu tempo disponível para usar os dois equipamentos. Fiquei com dores no dedo polegar e no cotovelo”, contou. Marília foi ao médico, que receitou um antiinflamatório e recomendou repouso. 

O engenheiro Marcos Lisboa também precisou orientar a sua família a reduzir um pouco o uso dos smartphones. “Meus dois filhos sentiram dores nas mãos e por isso decidiram maneirar no uso do aparelho”, conta.

NE10 com

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.