Nos siga nas redes sociais

Esportes

Sport perde para o Fortaleza e leva decisão para jogo na Ilha do Retiro

Agora, para o Leão pernambucano se classificar precisará vencer o Tricolor do Pici por dois gols de diferença

Publicado

em

ás

Em seu primeiro jogo na Arena Castelão em 2015, o Sport não teve a mesma sorte da final da Copa do Nordeste do ano passado. Mesmo com uma grande atuação de Magrão, os rubro-negros não seguraram o Fortaleza e perderam por 1×0, saindo na desvantagem por uma vaga nas semifinais do Nordestão. Agora, para o Leão pernambucano se classificar precisará vencer o Tricolor do Pici por dois gols de diferença, no próximo domingo, na Ilha do Retiro.

Buscando aproveitar o fator campo para abrir uma boa vantagem, o Fortaleza mostrou-se superior no início da partida. Marcando com pressão a saída de bola do Sport, o Tricolor do Pici criou boas chances. Logo aos dois minutos, após um erro de Durval na saída de bola, Pio foi lançado em velocidade, entrou na área e bateu cruzado. Magrão fez boa defesa.

O Sport só foi responder por volta dos 30 minutos de jogo. E o contragolpe foi à altura. Diego Souza cabeceou com perigo e Deola defendeu. No rebote, o meia mandou na trave. Pouco depois, o Leão voltou a assustar. Após um bate-rebate na área, a bola sobrou para Mike bater de primeira, mas o chute saiu pela linha de fundo.

O mesmo Mike reapareceu na sequência, chegou a driblar Deola, mas perdeu o ângulo e goleiro se recuperou, fazendo boa defesa. Nos minutos finais da primeira etapa, os donos da casa voltaram a crescer. Lúcio Maranhão parou em Magrão e o cruzamento de Everton nem chegou a ser concluído, visto que a defesa rubro-negra afastou o perigo.

Na etapa complementar, o Fortaleza voltou mias incisivo e por muito pouco não abre o placar aos seis minutos de jogo. Em cruzamento de Everton, Lúcio Maranhão testou com força, no contrapé de Magrão. O goleiro rubro-negro deu um salto acrobático e praticou um milagre. Era um sinal de que os donos da casa cresceriam em campo.

Aos 19 minutos, o camisa 1 leonino pouco pôde fazer. Everton recebeu de Maranhão, ganhou de Vítor, balançou na frente de Ewerton Páscoa e bateu rasteiro, seco. A bola passou por Magrão, bateu na trave e cruzou a linha do gol rubro-negro, abrindo o placar para o Fortaleza e garantindo a festa da torcida tricolor.

E por muito pouco o placar não foi ampliado. Aos 33 minutos, foi marcado um pênalti após a bola bater na mão de Durval. Lúcio Maranhão bateu e o arqueiro do Sport fez grande defesa. Ainda havia tempo para mais pressão dos mandantes. Corrêa levantou bola na área e Cássio cabeceou no travessão, mas o placar permaneceu inalterado. (Folha de Pernambuco)

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.