Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Rodovias federais de Pernambuco tem aumento de 33,3% no número de mortes em colisões frontais em 2020

Publicado

em

ás

(Foto: Divulgação/PRF)

As rodovias federais de Pernambuco tiveram aumento de 33,3% nas mortes por colisões frontais de veículos, que foram de 66 em 2019 para 88 ao longo de 2020. Já no número total de acidentes, houve diminuição de 6,6%, indo de 2.737 para 2.557. Os dados foram divulgados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta quarta-feira (17).

Houve, também, aumento de 2,9% no total de mortes: saindo de 308 para 317 em 2020. Já a quantidade de pessoas feridas foi praticamente a mesma: em 2020 foram 2.853 pessoas e em 2019, 2.851 acidentados.

A PRF apontou que os homens foram as principais vítimas de imprudência nas rodovias federais, com 84,2% do total de mortes. A maioria dos acidentes ocorreu em retas (69%), com céu claro (53,6%) e em pleno dia (53,6%).

Segundo a PRF, as rodovias com maior incidência de colisões foram:

  • BR-101, com 1.022 registros;
  • BR-232, com 684 ocorrências;
  • BR-428, com 154 colisões.

Tipos de acidente

A PRF apontou que a principal causa de acidentes em 2020 foi a falta de atenção do condutor, com 33% dos registros, seguido de desobediência às normas de trânsito (14%), ingestão de álcool (9,1%), não guardar distância de segurança dos outros veículos (6%) e velocidade incompatível com a via (5,8%).

A colisão traseira, quando um veículo bate atrás do outro, foi o tipo de acidente mais comum, com 19,5% do total. Na sequência, aparecem as colisões laterais (13,7%), saídas de pista (13%), colisões transversais (12,2%) e colisão frontal (8,3%).

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.