Nos siga nas redes sociais

Mata Sul

Rios que passam por Barreiros, Catende e Palmares estão com tendência a subir,mas ainda não chegaram na cota de alerta,diz Apac

Publicado

em

 

Em toda a Região Metropolitana do Recife (RMR) nesta quinta-feira (13), foram registradas cenas de alagamentos, transtornos no trânsito e até deslizamentos de barreiras, causados pelo acumulado de chuvas que caíram nas últimas horas. A tendência segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), é de novas pancadas de chuva na noite desta quinta (13) e na madrugada da sexta (14). A chuva vai se manter e se espalhar pela região do Agreste chegando até o Sertão. Municípios da Zona da Mata Norte como Timbaúba e São lourenço da Mata devem ficar atentos a inundações devidos aos níveis dos rios.

Foram emitidos três alerta ao longo do dia. O primeiro alerta, foi para o município de São Lourenço da Mata que registrou o nível do Rio Capibaribe em 3.5 m, quando a cota de alerta é 3m.

O município de Timbaúba também recebeu um alerta, o Rio Capibaribe-Mirim chegou a marca de 2.5 m. O terceiro alerta foi emitido às 19h e indicou que o nível do Rio Jacuípe, no município de Jacuípe também ultrapassou a cota de alerta.

Segundo o técnico em recursos hídricos e plantonista dos rios de Pernambuco, Wagner Felipe, na Mata Sul de Pernambuco, os rios da bacia do Una que passam por municípios como Barreiros, Catende e Palmares estão com tendência a subir, mas ainda não chegaram na cota de alerta. “Essa cota de alerta varia de local para local, isso depende das casas ribeirinhas que tiverem próximas aos rios. Quanto mais distantes, maior é a cota de alerta”, explicou o técnico.

Ainda segundo o técnico, na bacia hidrográfica do Sirinhaém o nível dos rios estão subindo, mas, até então, estão estáveis. Essa bacia corta municípios como Amaraji, Sirinhaém, Ribeirão, Cortejo e Joaquim Nabuco.

As informações são do Jornal Diário de Pernambuco

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10. Desenvolvido por avanzzada