Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Rebelião deixa dois mortos e oito feridos em penitenciária de Itamaracá

Estado afirma que foi apenas um tumulto, pois não perdeu controle. Secretário e o Batalhão de Choque da PM entraram

Publicado

em

Duas pessoas morreram e outras oito ficaram feridas durante uma rebelião na manhã desta quinta-feira (13) na Penitenciária Agrícola de Itamaracá(PAI), na Região Metropolitana do Recife. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Secretaria de Ressocialização do estado (Seres) – as dez pessoas são reeducandos da unidade. Segundo a assessoria de imprensa da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Igarassu, dois detentos já chegaram sem vida à unidade e um deles, que chegou vivo, foi encaminhado ao Hospital Miguel Arraes, em Paulista. Não há informações sobre o estado de saúde dele.

Rebelião na Penitenciária de Itamaracá (Foto: Reprodução/TV Globo)Os reeducandos se queixam da comida, pedem a liberação da entrada de alimentos. Eles também protestam contra o uso da tornozeleira. Do lado de fora, durante toda a manhã, foi possível ouvir barulho de tiros e bombas e havia muita fumaça saindo pelo telhado. Grupos de presos ocuparam o telhado da instituição, segurando faixa e armas caseiras, como facas, bastões com fogo e espadas. No entanto, para a Seres, não foi uma rebelião, mas um tumulto, uma vez que o estado não perdeu o controle sobre a situação, que ocorreu em apenas um dos pavilhões da unidade. Os próprios agentes penitenciários resolveram a situação. O Batalhão de Choque da Polícia Militar foi chamado ao local – segundo  eres, para ajudar na revista. Tanto o Choque quanto o titular da Seres, Romero Ribeiro, estão no momento dentro da unidade prisional.

Três ambulâncias foram vistas saindo do local durante a manhã. Por volta das 11h já não havia mais presos no telhado. Ainda há viaturas do Corpo de Bombeiros do lado de fora. Atualmente, de acordo com a Seres, a unidade abriga 1.870 presos, mas tem capacidade para 650.

Faixa diz 'O diretor mator cinco' (Foto: Katherine Coutinho/G1)

Pouco após as 11h, o secretário de Ressocialização, coronel Romero Ribeiro, saiu para conversar com os jornalistas. Sem dar muitos detalhes sobre a situação, ele garantiu que a situação já está controlada. “Tudo aconteceu há muito pouco tempo, precisamos verificar ainda. Estamos confirmando algumas coisas, reformulando outras”, explicou o secretário, que não falou sobre o que vai ser feito do diretor da unidade, Ricardo Pereira. “Só depois de uma avaliação podemos dizer o que realmente aconteceu”, garantiu.

De acordo com o secretário, as famílias dos reeducandos feridos estão sendo informadas, mas ainda não há detalhes sobre o estado de saúde deles.

Por volta das 12h30, um carro da Celpe chegou ao local. Um pano foi colocado em uma das janelas escrito ‘Diretor matou cinco’. Os presos gritavam pedindo à imprensa para não ir embora. Pelo lado de fora, era possível ver presos sem camisa caminhando enfileirados e sendo colocados de volta para dentro do pavilhão.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.