Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Presos de operação contra tráfico em PE eram líderes de quadrilha,diz Policia Federal

Esquema internacional que passava por Pernambuco foi interrompido por operação da Polícia Federal

Publicado em

às

Polícia deflagra Operação Minotauro em Pernambuco e outros quatro estados (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Uma investigação da Polícia Federal desarticulou um esquema de tráfico internacional de drogas que tinha Pernambuco como rota de distribuição. Segundo a Operação Minotauro, quatro quadrilhas, uma delas formada por pernambucanos, traziam os entorpecentes do Paraguai e do Peru com o apoio de duas organizações criminosas dos estados do Mato Grosso do Sul e Paraná. As cargas transportadas pelos grupos tinham como destino o Estado e a Paraíba. Ao todo, dez integrantes foram presos. Com eles, a PF apreendeu quatro toneladas de maconha, mais de 20 quilos de cocaína, além de veículos importados e armas de fogo de uso exclusivo das forças armadas.

A operação estima que a apreensão representou um prejuízo de cerca de R$ 5 milhões às organizações criminosas. A investigação apontou que as drogas eram atravessadas pela fronteira entre as cidades de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, e Foz do Iguaçu, no Paraná. “Os integrantes da quadrilha pernambucana viajavam até o Mato Grosso e Paraná para negociar as cargas. Traçavam a rota (ver arte) para transportar a droga até aqui. As drogas eram armazenadas em discretos compartimentos e transportadas em caminhões de carga de móveis e alimentos pelas rodovias do País“, detalhou a chefe da operação, a delegada Adriana Vasconcelos, acrescentando que Pernambuco também é uma rota de saída de drogas para países europeus.

A operação teve a participação de 130 policiais federais, que cumpriram dez dos 12 mandados de prisão expedidos pela Justiça pernambucana. As ordens judiciais tinham com alvos os responsáveis pela negociação, importação e transporte das substâncias. Entre o grupo de investigados estavam os quatro pernambucanos: Cícero Thiago Cavalcanti e Marcelon Luis da Silva, capturados na Bahia e que devem chegar na manhã de hoje à sede Operacional da PF; Isac Lima Marques, preso na casa onde residia no bairro de Jardim São Paulo, na Zona Oeste do Recife; e Cristiano da Silva Araújo, o “playboy”, natural de Carpina, na Mata Norte, que se encontra foragido. Outros sete investigados foram presos nos estados da Paraíba e Mato Grosso do Sul. E ainda há um fugitivo do Paraná. 

De acordo com a delegada Adriana Vasconcelos, todos os 12 alvos são considerados de alta periculosidade. “Todos são líderes ou gerentes das organizações. Sabemos que essas quadrilhas possuem grandes ramificações e que, na continuidade das investigações, os demais envolvidos serão identificados.”

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.