Nos siga nas redes sociais

Esportes

Por racismo, dono dos Clippers leva multa de US$ 2,5 mi e é banido da NBA

Em entrevista coletiva nesta terça-feira, o comissário da NBA, Adam Silver,anuncIou

Publicado

em

ás

622_6578dab1-a6f2-39c1-a589-057b2bd21c5d

Depois de muita polêmica e pedidos públicos de torcedores, jogadores, especialistas e outros donos de franquias da NBA, Donald Sterling terá que abrir mão do Los Angeles Clippers.

Em entrevista coletiva nesta terça-feira, o comissário da NBA, Adam Silver, no cargo há pouco menos de três meses, anunciou que Sterling está suspenso pelo resto de sua vida e terá que pagar uma multa de US$ 2,5 milhões (R$ 5,5 milhões), o valor máximo permitido pela Liga.

“Eu estou banindo o Sr.Sterling pelo resto da vida de qualquer associação com os Clippers ou a NBA. Ele não poderá ir a jogos ou treinos ou estar presente nas instalaçõesou negócios ou decisões”, disse Silver.

“Eu irei tentar convencer o comitê de donos a tentar forçar a venda do time e vou fazer tudo em meu poder para assegurar que isso aconteça”, completou Silver, que também afirmou que o dinheiro da multa aplicada a Sterling será reinvestido em instituições de combate ao racismo.

A polêmica toda se começou na última sexta-feira, quando o site “TMZ” divulgou uma gravação telefônica com sua namorada, V.Stiviano, após ela postar na internet uma foto ao lado de Magic Johnson. Sterling então começou a disparar insultos racistas e afirmou que não queria negros nos jogos dos Clippers.

Essa não foi a primeira vez em que ele esteve envolvido em um caso de racismo. Num passado recente, ele foi multado pelo departamento de justiça norte-americano por se negar a alugar apartamentos em seu nome para hispânicos e negros. Ex-gerente dos Clippers, Elgin Baylor processou Sterling por discriminação racial. 

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.