Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Polícia Civil de Pernambuco prende presos suspeitos de roubos a bancos

Grupo, detido após ação criminosa em Bezerros, foi reconhecido em imagens de outros crimes

Publicado em

às

A Polícia Civil de Pernambuco prendeu, na madrugada da quinta-feira (28), integrantes de mais uma quadrilha suspeita de arrombar agências bancárias no Estado. Os membros do grupo foram presos após uma tentativa criminosa em Bezerros, no Agreste, quando já estavam dentro de um banco com maçaricos e mais de R$ 7 mil em espécie. Os quatro presos também foram reconhecidos em imagens de outras ações em agências em Pernambuco.

De acordo com a polícia, dois suspeitos foram presos em flagrante dentro de uma unidade do Santander no município. Jonathan Pieter Ferreira – conhecido como Juju – e Ângelo da Costa Fagundes, também chamado de Coroa, foram detidos com o material usado para o arrombamento e dinheiro. Outros dois conseguiram fugir do primeiro cerco policial montado na cidade, mas foram capturados já no Recife.

Raphael Feitosa da Silva e Jaison Machado Wensing estavam em um táxi Fiat Grand Siena no bairro do Ipsep, Zona Sul do Recife, no momento da perseguição policial. Com eles, os policiais encontraram uma furadeira serra-copos, além de outros materiais usados em maçaricos, alavancas e discos de máquina.

Apenas Raphael, que também é conhecido como Bozo, é pernambucano, morador de Jordão de Baixo – Zona Sul do Recife. Os outros integrantes do grupo são naturais do estado de Santa Catarina.

Na tarde da quarta-feira (27), outra agência do Santander sofreu uma investida criminosa – desta vez, no bairro de Afogados, Zona Oeste do Recife. A unidade do Largo da Paz sofreu o segundo assalto em menos de seis meses. Os suspeitos fugiram antes da chegada da polícia.

Culpa é dos bancos

Em nota emitida no dia 15 de julho, sobre os números consolidados do mês anterior, a Secretaria de Defesa Social (SDS) afirmou que os crimes contra bancos tiveram redução em sua maioria, com exceção de casos de roubos e roubos e furtos a caixas eletrônicos. Para a pasta, os criminosos “conseguem entrar e sair do local sem serem notados” e prejuízo só é percebido “no dia seguinte ou nas segundas-feiras, quando o ataque ocorre durante os fins de semana.”

No caso de furtos, foram 14 registros, 10 a mais que no ano passado – ou seja, um aumento de 250%. O uso de maçaricos também cresceu, de quatro para 17, alta de 325%.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.