Nos siga nas redes sociais

Pernambuco

Pernambuco suspende vacinação de grávidas com AstraZeneca e estende decisão para puérperas

Publicado

em

Vacinação na aldeia indígena Umariaçu, próximo a Tabatinga, Amazonas.

A Secretaria de Saúde de Pernambuco suspendeu, nesta terça-feira (11), a aplicação da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca/Fiocruz em grávidas e puérperas, que são mulheres que deram à luz há 45 dias. A Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou na noite da segunda-feira (10) a suspensão imediata da aplicação do imunizante em grávidas.

A secretaria informou, em nota, que a vacinação desses grupos fica suspensa enquanto o estado “aguarda orientação oficial do Ministério da Saúde (MS) sobre o assunto”.

Apesar de a recomendação da Anvisa citar apenas grávidas, o estado decidiu por estender a decisão também para as mulheres que pariram há pouco tempo por precaução até que o ministério se manifeste, informou a comunicação da SES por telefone.

Com a decisão, só podem ser aplicadas nas grávidas a Coronavac/Butantan e a Pfizer/Biontech. No entanto, a vacina da Pfizer é utilizada em apenas em três cidades pernambucanas: Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes.

Devido à escassez de doses, a CoronaVac/Butatan está sendo acplicada apenas como segunda dose em Pernambuco. Algumas cidades, como Paulista e Olinda, estão sem estoque do imunizante produzido pelo Instituto Butantan e suspenderam totalmente a aplicação dele.

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10. Desenvolvido por avanzzada