Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Pai que matou filhos deixou carta: ‘Não poderiam conviver com traição’

Doutor está internado e responderá por homicídio duplo qualificado.

Publicado

em

ás

O zootecnista que matou os dois filhos de 3 e 4 anos a facadas e tentou cometer o suicídio escreveu uma carta “explicando” a motivação do crime, que chocou moradores de um bairro de classe média, o Jardim Ouro Verde, em São José do Rio Preto (SP), no domingo (25). No bilhete escrito à mão, ele relata que descobriu traição e que não suportaria que os filhos vivessem sabendo disso. 

A carta escrita à mão foi encontrada pela polícia no quarto em que ele estava com as crianças. Hugo Imaizumi tem 41 anos e é doutor em Ciência Animal pela Universidade de São Paulo (USP). No bilhete, ele expressou decepção e se despediu da mulher, uma fisioterapeuta, de 39 anos.

Segundo o delegado José Luiz Chain, que atendeu à ocorrência, a mulher relatou que o casamento já estava praticamente acabado por conflitos e incompatibilidade. Na carta, o zootecnista se despede de parentes e alega que o “componente infidelidade” foi a motivação do crime.

“É claro que ele queria puni-la [a mulher] tirando a vida dos dois filhos e tentando tirar a própria vida, sem sucesso. Ele está internado e, ao que me consta, sem risco de morte.”

Chain afirma que Imaizumi está preso em flagrante, sob vigília no Hospital de Base (HB), e assim que receber alta será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP), onde responderá por homicídio duplo qualificado. A pena é de 12 a 30 anos de reclusão. “As crianças não puderam se defender e, conforme análise técnica, poderá caber ainda motivo fútil. Acima de tudo foi uma barbaridade, uma tragédia que abala toda a cidade”, diz o delegado.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.