Nos siga nas redes sociais

Brasil

Operação Seguro-Mamata: PF prende uma pessoa e apreende mais de R$ 500 mil escondidos em uma mala

Uma pessoa foi presa e mais de R$ 500 mil em dinheiro foram apreendidos. Policiais cumpriram 40 mandados de busca e apreensão e 1 de prisão em Alagoas, Sergipe, São Paulo e Pernambuco.

Publicado

em

 

Uma pessoa foi presa e mais de R$ 500 mil em dinheiro dentro de uma mala foram apreendidos em uma operação da Polícia Federal realizada nesta quarta-feira (14). A Operação Seguro-Mamata investiga uma organização criminosa que praticava fraudes ao seguro-desemprego nos estados de Alagoas, Pernambuco, Sergipe e São Paulo.

Foram expedidos pela Justiça Federal de Alagoas 40 mandados de busca e apreensão e um de prisão. Em Alagoas, os mandados foram cumpridos nos municípios de Maceió, Anadia, Boca da Mata, Coruripe, União dos Palmares, Arapiraca, São Miguel dos Campos, Palmeira dos Índios, Atalaia, Limoeiro de Anadia e Maribondo. Em Palmares, na Mata Sul  Policia Federal cumpriu dois mandados de busca e apreensão , em um endereço residencial e o outro na Agência Regional do Trabalho e Emprego, localizada no bairro da COHAB I foram apreendidos pelos agentes, mídias de computador e documentos

Dinheiro foi apreendido durante operação

“Houve uma apreensão de mais de R$ 500 mil em espécie, na cidade de Arapiraca, na residência de uma servidora pública que foi alvo da operação de hoje. Além de um mandado de prisão que já foi cumprido. O conduzido foi trazido para a superintendência da Polícia Federal para prestar esclarecimentos e [fazer] os trâmites legais”, disse o delegado da PF Leopoldo Lacerda.

Também foram apreendidos notebooks, smartphones, dois veículos e documentação que deve ajudar nas investigações da polícia.

16 servidores vinculados ao Sistema Nacional de Emprego (Sine) foram afastados de suas funções.

Segundo a PF, o inquérito policial foi instaurado há cerca de um ano e meio. Durante as investigações, foram identificados vários vínculos empregatícios com empresas fantasmas e empregadores individuais inexistentes com o objetivo de burlar o seguro-desemprego.

​​Os envolvidos foram indiciados pelos crimes de constituição de organização criminosa, inserção de dados falsos em sistemas de informações, peculato e estelionato, cujas penas máximas, se somadas, atingem 37 anos de reclusão.

Polícia Federal cumpre mandados em Alagoas, Pernambuco, São Paulo e Sergipe na Operação Seguro-Mamata — Foto: Ascom/PF

Polícia Federal cumpre mandados em Alagoas, Pernambuco, São Paulo e Sergipe na Operação Seguro-Mamata — Foto: Ascom/PF

 

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10. Desenvolvido por avanzzada