Brasil
Publicada em 29 de janeiro de 2014 às 16:17:57. Atualizada em 29 de janeiro de 2014 às 16:17:57.
Comissão de Ética da Presidência arquiva investigação sobre viagem de Dilma.
Enquanto os protestos ocorriam em várias cidades, Dilma jantava em um restaurante com estrela pelo Michelin,
Por: Lenilson Luiz

Dilma   A Comissão de Ética Pública da Presidência arquivou nesta quarta-feira o pedido de investigação sobre os gastos da presidente Dilma Rousseff em viagem secreta a Lisboa, onde passou quinze horas no sábado. O pedido para apurar se houve excesso nas despesas durante o pernoite de Dilma, quando ela e sua comitiva gastaram mais de 71.000 reais com hospedagem e alimentação, foi protocolado nesta terça pelo PSDB.

   De acordo com o presidente do colegiado, Américo Lacombe, a comissão não tem competência de julgar a Presidência ou a vice-presidência da República. “Nós só podemos julgar de ministro para baixo. Foi unanimidade”, disse Lacombe. 'Nós somos o órgão auxiliar da presidente, a auxiliamos a fiscalizar os funcionários”, continuou. 

Dilma fez uma escala sigilosa em Portugal depois de participar do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, na sexta-feira, enquanto sua agenda oficial informava que ela seguiria direto para Havana, em Cuba. Após a aparição da presidente ter sido divulgada pela imprensa local, o governo brasileiro chegou a justificar a alteração na rota como uma medida tomada de última hora porque a aeronave não teria autonomia para voo direto entre os países. O governo português, no entanto, desmentiu a versão e afirmou que fora comunicado sobre a viagem com dois dias de antecedência. 




Entenda o caso 

Dilma   Dilma e sua comitiva passaram o sábado em Portugal, ocupando um total de 45 quartos de dois dos hotéis mais caros de Lisboa, com um custo total de 71.000 reais, segundo informou a agência Estadão Conteúdo. A presidência optou por não usar o palácio do século XVII mantido pelo governo brasileiro e que serve de embaixada em Portugal por indicar que o local não comportaria a delegação.

   No sábado, enquanto os protestos ocorriam em várias cidades, ela jantava em um restaurante com estrela pelo Michelin, a referência da boa gastronomia no mundo. A viagem estava sendo mantida em sigilo e apenas foi explicada depois que reportagem do jornal O Estado de S. Paulo revelou o momento em que Dilma entrou num hotel da capital portuguesa. A suíte em que ficou hospedada a presidente tem diária com preço de tabela equivalente a 26.000 reais. 

 


 

Tags: Brasil, Mundo, Dilma, Politica,
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.
2019 © Copyright. Todos os Direitos Reservados