Relação com Bolsonaro
'Médico não abandona paciente', diz Mandetta sobre eventual demissão
Ministro da Saúde deu declaração em entrevista no Planalto. Nesta quinta (2), Bolsonaro disse que os dois vêm se 'bicando há algum tempo' em meio à crise do coronavírus.
Publicada em 04 de abril de 2020 às 07:02:08.
Por: Marcos André | Fonte: G1


O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que não cogita pedir demissão e usou uma metáfora médica para indicar sua posição. "Médico não abandona paciente, meu filho", respondeu ao ser indagado por jornalistas em entrevista coletiva nesta sexta-feira (3).

Mandetta evitou polemizar o resultado de pesquisa Datafolha que mostrou que a aprovação de sua pasta na condução da crise do coronavírus é o dobro da do presidente Jair Bolsonaro.



"Não, isso não tem nada a ver com a minha performance, nada a ver com o presidente. Nós estamos falando de instinto. Isso é o instinto de preservação da vida."

Segundo o levantamento, a aprovação do Ministério da Saúde saltou de 55% para 76%, em um intervalo de praticamente dez dias. A reprovação caiu de 12% para 5%. O índice daqueles que veem um trabalho regular caiu de 31% para 18%

No mesmo período, a aprovação do presidente Jair Bolsonaro na condução da crise se manteve estável, oscilando dentro da margem de erro de 35% para 33%. A reprovação aumentou de 33% para 39%, também dentro da margem de erro. Permaneceu estável aqueles que consideram regular, passando de 26% para 25%.

Mandetta ressaltou que a aprovação da pasta da Saúde é fruto do momento atual enfrentado pela população, em meio à pandemia. Por isso, as pessoas estariam mais apegadas e em busca de amparo.

"Quanto a eu deixar o governo por minha vontade, eu tenho uma coisa na minha vida que eu aprendi com os meus mestres: 'Médico não abandona paciente, meu filho'. Eu já cansei de terminar plantão na minha vida, e o plantonista que tinha que chegar para me render, para eu poder ir embora, não aparecer, por problemas quaisquer, e eu ficar 24 horas dentro do hospital", declarou Mandetta nesta sexta.

Nas últimas semanas, Bolsonaro e Mandetta deram opiniões diferentes sobre o combate ao novo coronavírus.

Enquanto o ministro defende o isolamento, assim como orienta a Organização Mundial de Saúde (OMS), Bolsonaro tem defendido o fim do "confinamento em massa" e a reabertura do comércio.


Whatsapp PortalPE10 9 9974-3875 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você
Tags: Cotidiano,Brasil, PortalPE10
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.
2020 © Copyright. Todos os Direitos Reservados