Educação
Publicada em 12 de janeiro de 2020 às 06:01:28. Atualizada em 12 de janeiro de 2020 às 06:01:28.
Estudante de Pernambuco é destaque na lista Under 30 da revista Forbes
Estudante de Pernambuco é destaque na lista Under 30 da revista Forbes
Por: Marcos André | Fonte: JC Online



A estudante de Publicidade e Propaganda da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e empresária pernambucana Simony César, 27 anos, é destaque na lista Forbes Under 30 Brasil. A lista da publicação traz 90 jovens promissores de 15 categorias diferentes, e a criadora da Nina, que permite denunciar casos de assédio na mobilidade urbana, figura entre os nomes de destaque na área de tecnologia e inovação. A Nina também está entre as oito startups escolhidas no mundo todo (dentre as 300 que se candidataram) pelo MAN Impact Accelerator, programa de aceleração da MAN Truck & Bus (braço de veículos pesados da Volkswagen), e participa de treinamentos para escala de sua empresa na Alemanha, Portugal e África do Sul, entre outras localidades, por oito meses.

A Nina, desenvolvida por ela, atualmente integra o aplicativo de transporte público Meu Ônibus Fortaleza, que teve um aumento de 25% nos downloads depois da parceria, e traz mais segurança para os mais de 1 milhão de usuários. Basta apertar um botão para que vítima ou testemunha denunciem o ato de violência: as imagens captadas pelas câmeras dos veículos são gravadas e enviadas à Polícia Civil para viabilizar a identificação do agressor. “A Nina traz dados inéditos para o Brasil. Até então tínhamos estimativas, agora é algo com alta precisão que vem ajudando, além da segurança, no planejamento da cidade como um todo. É possível mapear as áreas de maior vulnerabilidade urbana e melhorar a iluminação desses locais, por exemplo”, aponta.



A empresária conta que a Nina surgiu de uma preocupação familiar. Nascida e criada no bairro de Dois Unidos, com um dos menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Recife, ela é filha de uma ex-cobradora de ônibus e se preocupava desde criança com a violência à qual sua mãe era exposta. “Eu cresci tendo que me preparar pra ver minha mãe pela última vez quando ela ia trabalhar, essa é a realidade. Já na universidade, um dos meus primeiros estágios foi numa grande empresa de ônibus, na qual eu pude ter acesso à logística de administração e tráfego. Vi que as demandas de assédio não eram tratadas. Com a minha vivência já da infância, depois presenciando isso com um misto de indignação e impotência, resolvi agir”, relata.

RECONHECIMENTO – A pernambucana nos últimos anos colecionou destaques nacionais e internacionais. Ela foi indicada pela Academia Brasileira de Ciências (ABC) ao Brics Young Innovator Prize 2018 – prêmio que reconhece jovens cientistas que desenvolveram soluções inovadoras para melhorar as condições de vida nos países emergentes - e foi finalista na categoria Sociedade Civil no Prêmio Viva 2019, uma parceria do Instituto Avon com a revista Marie Claire, e do Voe Gol Novos Tempos 2018, voltado para jovens que querem democratizar a mobilidade no Brasil

Tags: Cotidiano,Brasil, PortalPE10
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.
2020 © Copyright. Todos os Direitos Reservados