Governo Bolsonaro
Publicada em 30 de outubro de 2019 às 06:51:18. Atualizada em 30 de outubro de 2019 às 06:51:18.
'Vocês são canalhas, patifes. Não são patriotas', esbraveja Bolsonaro em resposta à reportagem da Globo
Bolsonaro reage a reportagem do JN e nega que alguém na sua casa tenha autorizado a entrada do acusado de matar Marielle em condomínio no dia do crime
Por: Marcos André | Fonte: G1



Em transmissão ao vivo nesta terça-feira (29), o presidente Jair Bolsonaro comenta a reportagem do Jornal Nacional que cita envolvimento dele com pelo menos um dos suspeitos envolvidos com a vereadora morte de Marielle Franco.

De acordo com as informações às quais o jornal teve acesso, o ex-PM Élcio de Queiroz havia solicitado entrada no prédio onde moram o presidente e o ex-policial militar Ronnie Lessa, outro suspeito de estar envolvido com a morte de Marielle. Apesar de ter solicitado acesso à casa de Bolsonaro, Élcio foi para a casa de Lessa.



Bolsonaro, que está na Arábia Saudita, iniciou a live assim que soube da matéria, ou seja, na madrugada do horário local. O presidente tentou se defender da acusação de envolvimento com a morte de Marielle.

Além de informar que no dia do crime estava na Câmara, em Brasília, citando os horários em que sua presença foi registrada no painel eletrônico, o presidente fez duras críticas à rede Globo.

De acordo com Bolsonaro, as informações do processo, que está sob sigilo, teriam sido vazadas pelo governador Wilson Witzel (PSC-RJ). 

Na transmissão, ele também levanta as possibilidades de o porteiro do seu condomínio ter mentido, ou foi induzido a dar um falso testemunho, e até que teriam escrito as informações comprometedoras no inquérito e o porteiro não teria lido antes de assinar. 

O objetivo da reportagem, segundo Bolsonaro, é prejudicar ele e quem está a sua volta. "Todo o tempo, ficam em cima da minha vida, dos meus filhos, de quem é próximo de mim", desabafa. "O processo que corre em segredo de Justiça de repente vaza. E vaza pra quem? Pra Globo! Sempre a Globo a dar furo! A globo disse na matéria que teve acesso a uma planilha, a uma folha de anotações da portaria. Não é verdade. Tiveram acesso ao processo que foi em cima dessa planilha."

"Eles constroem a narrativa e me colocam como suspeito de ter participado ou ser um dos mentores da morte da senhora Marielle Franco, vereadora do PSOL do Rio de Janeiro", conta Bolsonaro.

Mesmo com as digitais registradas no painel, Bolsonaro diz que a Globo levanatará suspeitas de seu envolvimento. "Será que a Globo quer criar um fato, uma narrativa de que eu deveria me afastar ou que o povo deveria ir à rua pedir meu afastamento? Tendo em vista os casos que acontecem sobre o caso Marielle agora? É o tempo todo isso."

Bolsonaro acredita que a Globo só ficará contente quando um dos seus filhos for preso. Em suas críticas à emissora, sobre defesa de bandidos e ataques à família, ficou exaltado e chegou a pedir desculpas, e encerrou convidando os seguidores a sintonizar no Jornal da Record. O presidente chegou a chamar a emissora de patifes e canalhas e dizer que "acabou a mamata".

Tags: Politica, Governo, Bolsonaro,
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.
2019 © Copyright. Todos os Direitos Reservados