Política
Publicada em 24 de outubro de 2019 às 09:43:41. Atualizada em 24 de outubro de 2019 às 09:43:41.
'Estou num país capitalista', diz Bolsonaro ao chegar à China
País comemorou o 70º aniversário da revolução comunista no início do mês.
Por: Redação PortalPE10 | Fonte: G1



O presidente Jair Bolsonaro disse estar em um país capitalista ao chegar à China nesta quinta-feira (24), que comemorou o 70º aniversário da revolução comunista no início do mês.

Bolsonaro fez a afirmação ao ser questionado sobre estar em um país comunista -sistema político reiteradamente criticado pelo presidente. Durante a campanha, ao dizer que o Brasil devia se afastar da Venezuela, defendeu "dar um pé no traseiro do socialismo, no comunismo".



O presidente não quis falar sobre críticas que fez à China durante a campanha das eleições em 2018, quando disse várias vezes que incentivaria o país asiático a comprar no Brasil, não a comprar o Brasil.

No primeiro semestre, uma viagem de deputados do PSL - partido do presidente - à China foi criticada pelo ideólogo Olavo de Carvalho e, segundo o blog da Andréia Sadi, causou mal-estar no Planalto.

Investimentos no setor energético

A prioridade da visita é ampliar a relação comercial entre os dois países, segundo Bolsonaro. A China é o principal parceiro comercial do Brasil, com US$ 70 bilhões negociados em 2017.

Perguntado se ofereceria estatais brasileiras aos chineses, o presidente indicou que pretende obter investimentos no setor energético - o plano de privatizações do governo federal prevê a venda da Eletrobras, além de venda de linhas de transmissão e parceria para a conclusão de Angra 3.

"O que acontece. Muitos criticam as privatizações. Arrebentaram com as estatais. Conseguiram quase quebrar uma petroleira. Então, nós estamos numa situação que não tem mais alternativa. O sistema energético nós não temos suficiente para investir para que ele não entre em um colapso brevemente ", afirmou.

Bolsonaro deve se encontrar com o presidente chinês, Xi Jinping, na sexta-feira (25). Xi é secretário-geral do Partido Comunista Chinês.

A visita à China é parte de um périplo do presidente por Ásia e Oriente Médio neste mês. Ele embarcou em 19 de outubro e deve retornar no dia 31. Ele já passou pelo Japão, onde participou da entronização do imperador Naruhito, está na China e irá para Emirados Árabes, Catar e Arábia Saudita.

Tags: Política, China, Mundo
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.
2019 © Copyright. Todos os Direitos Reservados