Cotidiano
Publicada em 09 de abril de 2019 às 22:30:53. Atualizada em 09 de abril de 2019 às 22:30:53.
Funcionário da empresária morta em Olinda é preso suspeito de participação no crime
Mahatina Gracio foi baleada logo depois de ter deixado José Caio da Silva em casa. Crime aconteceu na sexta-feira (5), em Rio Doce, Olinda
Por: Bruna Cavalcante | Fonte: OP9



Foi preso na tarde desta terça-feira (9) um funcionário da empresária Mahatina Gracio de Carvalho, 27 anos, dona do Caldinho da Codorna, assassinada na noite da sexta-feira (5), na Avenida Tiradentes, no bairro de Rio Doce, em Olinda. O suspeito José Caio da Silva, 24 anos, foi preso depois que os investigadores da Delegacia de Homicídios de Olinda obtiveram o mandado de prisão contra ele.

Mahatina foi morta quando deixava dois funcionários em casa, um deles era José Caio. O corpo da comerciante foi enterrado no domingo, no Cemitério de Santo Amaro, no Recife.



Na chegada à delegacia, acompanhada como exclusividade pela TV Clube, José Caio disse que não tinha nada a declarar sobre o envolvimento no crime. Outras três pessoas suspeitas de praticarem o crime foram presas momentos após a morte da empresária durante uma blitz da Lei Seca ainda em Olinda. Estavam dentro do HB-20 os suspeitos Salatiel Brandão dos Santos Júnior, 21 anos, João Carlos dos Santos Barbosa Santana da Silva, 19, e Eudes Carneiro do Vale Filho. Com eles, a polícia encontrou a bolsa de Mahatina, os documentos e R$ 127. O celular de uma funcionária também foi encontrado. Salatiel declarou que o revólver utilizado por ele teria disparado sozinho.


Tags: Cotidiano, Brasil, PortalPE10
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.
2019 © Copyright. Todos os Direitos Reservados