Mata Sul
Publicada em 12 de janeiro de 2019 às 23:49:12. Atualizada em 12 de janeiro de 2019 às 23:49:12.
Suspeito na morte de casal assassinados por engano em Ribeirão é executado a tiros em periferia de Sirinhaém
Jonatas José do Nascimento foi atingido por diversos disparos de arma de fogo na cabeça
Por: Marcos André | Fonte: PortalPE10



Jonatas José do Nascimento foi atingido por diversos disparos de arma de fogo na cabeça.

Um jovem de 21 anos procurado pela justiça e suspeito de ter praticado, vários homicídios e latrocínios entre as cidades de Ribeirão e Gameleira foi morto a tiros próximo ao um bar , na manhã deste sábado(12) no Distrito de Barra de Sirinhaém, Litoral Sul de Pernambuco.De acordo com a Polícia Militar, Jonatas José do Nascimento, de 21 anos, também tinha envolvimento com o tráfico de drogas.

A vitima era também conhecido pelo apelido de “Guará” segundo a PM o motivo do apelido seria que após cometer seus  crimes o acusado se escondia na mata. 



Jonatas José do Nascimento foi atingido por diversos disparos de arma de fogo na cabeça. O caso é investigado pela  Delegacia de Sirinhaém. A Polícia Civil ainda não tem indicativo de autoria do crime.

Ainda segundo investigações conhecido pelo apelido de “Guará" Teve participação na morte de um casal evangélico da cidade de Ribeirão em fevereiro de 2018, Investigações apontaram que o casal foi morto por engano.


Casal foi assassinado por engano dentro de casa em Ribeirão

Relembre o Caso:

Um casal Cleiton Melo e Lilian Melo foram assassinados a tiros no dia 15 de fevereiro de 2018 dentro da casa em que moravam, em Ribeirão, na Mata Sul.

Segundo a Polícia Militar, as vítimas não tinham passagem pela polícia. Após investigações constatou que eles tenham sido assassinados por engano. 

O caso chocou os moradores de Ribeirão 

O carteiro Cleiton Melo, de 34 anos, e a dona de casa Lilian Melo, de 33, eram pessoas conhecidas há muitos anos pela comunidade. Segundo moradores, eles eram pessoas evangélicas, que só viviam para o trabalho, para e igreja e a família. 

Na época do crime algumas testemunhas contaram que os assassinos chegaram ao local à procura de uma vizinha, que era envolvida com o trafico de drogas, bateram no portão e ficaram chamando por essa mulher. De dentro da casa, o carteiro respondeu que não era ali, a mulher morava na casa ao lado.Nesse momento os assassinos derrubaram a portão invadiram a casa assassinaram o casal a tiros.

Tags: Ribeirão, Mata Sul ,Sirinhaém
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.
2019 © Copyright. Todos os Direitos Reservados