Eleições 2014
PMDB deve reeditar apoio a Dilma, mas dissidentes tentarão impedir
Ala contrária diz que pode ter 40%; cúpula admite dissidência de 30%.
Publicada em 10 de junho de 2014 às 07:59:29.
Por: Marcelo Passos

Dilma Rousseff e Michel Temer durante lançamento do Plano Estratégico de Fronteiras, em 2011 (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

O PMDB realiza a partir das 9h desta terça-feira (9) convenção nacional do partido para decidir se apoiará a presidente Dilma Rousseff na eleição de outubro, mantendo a chapa atual com Michel Temer como vice-presidente. A expectativa, de acordo com a cúpula do partido, é de que a aliança com o PT receba o apoio de 70% dos peemedebistas. Já a ala dissidente do PMDB prevê uma disputa mais apertada, com votos de pelo menos 40% da sigla pela ruptura da aliança.

Esse grupo alega que o governo Dilma não incluiu o PMDB nas decisões de governo e critica a postura do PT de priorizar candidaturas próprias nos estados, em vez de formar coligações em algumas regiões com candidatos peemedebistas. A presidente vai comparecer à convenção por volta das 15h, quando os votos tiverem sido apurados.



Em reuniões nesta segunda (9) com alas do partido, como o PMDB Jovem e o PMDB Mulher, Temer pediu apoio e até "boca de urna" durante a convenção. Ele afirmou, porém, estar "confiante” na vitória" e minimizou a campanha de parcela da sigla contra o apoio a Dilma.

"Os levantamentos que temos revelam que a aliança será renovada. Eu não estou preocupado com percentual. Se tiver 30%, eles estão reconhecendo a derrota. Tem que ter 51%. Tendo isso, estou satisfeito", disse. 


Whatsapp PortalPE10 9 9974-3875 - Canal direto com nossa redação - Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você
Tags: Politica,Eleições 2014,
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.
2020 © Copyright. Todos os Direitos Reservados