Brasil

Vizinho se irrita com latido e mata cadela com queijo envenenado

Em | Da Redação

Atualizado em

Vizinho se irrita com latido e mata cadela com queijo envenenado

Com queijo envenenado, homem mata cadela pastora-alemã

Um homem foi indiciado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) após ter sido acusado de matar uma cadela, da raça pastor alemão, com pedaços de queijo envenenado, em Ceilândia. O suspeito confessou a ação e afirmou ter ficado irritado com os latidos excessivos da pet, principalmente na ausência dos tutores.

As imagens de uma câmera de segurança flagrou o momento que o homem, com uma mochila nas costas, se aproxima do portão da casa e joga algo para dentro da residência. Os moradores da casa e tutores da cadela encontraram a pet morta ao chegarem em casa. Ao lado do corpo do animal, havia resquícios de queijo e fragmentos do veneno.

Segundo as investigações, o caso aconteceu em novembro do ano passado. Os tutores do animal registraram uma queixa na 23ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Sul) e o suspeito foi indiciado por maus-tratos. Os moradores também relataram que, além da cadela, tinha uma criança de cinco anos em casa e que também poderia ter sido afetada pelo queijo envenenado.

O suspeito confessou ter sido o autor do crime e contou que não conseguia descansar por causa dos barulhos produzidos pelo cão no período que ele contraiu Covid-19 e precisou ficar de repouso.

Caso seja condenado, o homem pode ficar de dois a cinco anos preso. O portal Metrópoles publicou o vídeo do momento que o homem se aproxima da casa.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads