Brasil

Viagens, pescaria e festas: quem é o empresário do agronegócio argentino acusado de morte de brasileira

Em | Da Redação

Atualizado em

Viagens, pescaria e festas: quem é o empresário do agronegócio argentino acusado de morte de brasileira
Foto: Reprodução/ Redes sociais

O homem de 52 anos preso acusado da morte de uma brasileira em Buenos Aires é um empresário do agronegócio que gosta de exibir uma vida de festas, viagens e pescaria nas redes sociais. Francisco Sáenz Valiente é argentino e, segundo os vizinhos, costuma usar o apartamento onde a jovem foi morta para festas privadas.

De acordo com a imprensa argentina, as redes sociais do investigado mostram passeios entre amigos, fotos com várias mulheres, imagens de festas e coquetéis. De acordo com vizinhos, as festas de Sáenz Valiente no prédio — com “música e gritos” — eram comuns.

A polícia argentina investiga a morte da brasileira Emmily Rodrigues, de 26 anos. O corpo dela foi encontrado nesta quinta-feira pela manhã no pátio de um prédio do bairro do Retiro, na capital Buenos Aires, após ela cair do sexto andar. O empresário argentino Francisco Sáenz Valiente, que estava no apartamento no momento da queda da jovem, foi preso.

Foto: Reprodução/ Redes sociais

De acordo com testemunhas, antes da brasileira cair do prédio, foram ouvidos gritos vindos do local. Uma briga teria acontecido entre Emmily e o empresário, conforme apontam os relatos. Segundo uma fonte policial relatou à agência de notícias Telám, a polícia “deve apurar se a mulher se jogou ou foi jogada e, se o fez, em que contexto ela tomou essa decisão”.

A jovem havia chegado ao edifício da rua Libertad horas antes, segundo o jornal La Nácion. O corpo foi descoberto por policiais acionados por um chamado anônimo do serviço de emergência, que havia informado sobre a presença de “uma jovem alterada” que caíra do sexto andar do prédio.

Em depoimento aos policiais, o empresário declarou que estava no apartamento do sexto andar acompanhado de uma jovem de 26 anos e uma segunda mulher, a brasileira Juliana Mourão, de 37. Segundo seu relato, os três teriam ingerido bebidas alcóolicas.

Foto: Reprodução/ Redes sociais

“Sáenz Valiente disse que a jovem de 26 anos, que ele não identificou, se alterou e se aproximou de uma janela voltada para a rua, mas como não conseguiu abri-la, foi para outro área e pulou de outra janela que tem vista para o vão do prédio”, afirmaram fontes policiais ao jornal argentino La Nacion.

Ainda segundo o jornal, era a primeira vez que Emmily Rodrigues ia para o apartamento de Sáenz Valiente.

Juliana Mourão, por sua vez, declarou aos policiais que era amiga da jovem morta e do empresário argentino. De acordo com seu relato, os dois discutiram e Emmily chegou a agredir Valiente fisicamente, antes de cair da janela. De acordo com a agência de notícias Telám, Juliana tinha uma série de ferimentos nas mãos e arranhões.

Ainda de acordo com agência de notícias, o empresário não tinha sinais aparentes de ter se envolvido em uma briga, mas uma perícia ainda deverá ser feita.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads