Pernambuco

TJPE marca audiência de Marcelo da Silva, acusado do homicídio da menina Beatriz, em Petrolina

Em | Da Redação

Atualizado em

TJPE marca audiência de Marcelo da Silva, acusado do homicídio da menina Beatriz, em Petrolina

Foi marcada para os dias 22 e 23 de novembro a audiência de instrução e julgamento de Marcelo da Silva, de 40 anos, acusado do homicídio da menina Beatriz Angélica Mota, morta em dezembro de 2015, aos 7 anos, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco.

Segundo o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), durante a fase de instrução, que será realizada na Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Petrolina, a partir das 8h, serão ouvidas testemunhas e apresentadas as provas do crime. Na ocasião, está previsto o depoimento do acusado, que poderá escolher o direito de ficar em silêncio.

O TJPE informou ainda que, após encerrada a audiência, a acusação, que será representada pelo Ministério Público, e a defesa do réu vão se manifestar e, em seguida, haverá a decisão se o réu será submetido ou não a júri popular.

Em janeiro deste ano, Marcelo da Silva foi apontado como autor do assassinato após análises do banco de perfis genéticos do Instituto de Genética Forense Eduardo Campos identificar o DNA recolhido na faca utilizada no crime.

Durante confrontação de perfis genéticos do banco, chegou-se ao DNA do suspeito, que, na época, estava preso em uma unidade prisional do Estado por outros crimes e confessou ter matado a menina Beatriz ao ser ouvido pelos delegados da Força Tarefa. No último mês de setembro, Marcelo da Silva foi denunciado à Justiça pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por homicídio triplamente qualificado.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads