Brasil

Sobe para 36 o número de mortes por chuvas no Litoral de São Paulo

Em | Da Redação

Atualizado em

Sobe para 36 o número de mortes por chuvas no Litoral de São Paulo
Divulgação/Prefeitura de São Sebastião

 

As fortes chuvas que atingem oChuva recorde mata criança,interdita estradas e põe litoral de SP em alertanorte de São Paulo desde sábado (18) deixaram um rastro de destruição e mortes. De acordo com a Defesa Civil do estado, 36 mortes já foram confirmadas. Há também 228 pessoas desalojadas e 338 desabrigadas.

Entre os mortos há uma criança de 7 anos, que morreu em um deslizamento de terra em Ubatuba. Os outros 35 mortos são de São Sebastião, a cidade mais afetada pelo temporal —31 óbitos na Barra do Sahy, 2 em Juquehy, 1 em Camburi, e 1 em Boiçucanga.

No início da noite deste domingo, o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) decretou estado de calamidade pública para as cidades de Ubatuba, São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba, todas no litoral norte de São Paulo, além de Bertioga.

De acordo com o governo do estado, em menos de 24 horas o acumulado de chuva ultrapassou os 600 mm em alguns pontos do litoral. As áreas mais atingidas estão entre Bertioga (683 mm) e São Sebastião (627 mm). Tais índices pluviométricos são dos maiores já registrados no país em curto período e em situação não decorrente de ciclone tropical.

Divulgação/Prefeitura de São Sebastião

Divulgação/Prefeitura de São Sebastião

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads