Empregos

Relatório da PEC do piso da enfermagem será apresentado nesta terça na Câmara

Em | Da Redação

Atualizado em

Relatório da PEC do piso da enfermagem será apresentado nesta terça na Câmara
Tatiana Fortes / GOV-CE

Tatiana Fortes / GOV-CE

A Câmara dos Deputados irá realizar duas reuniões deliberativas, marcadas para esta terça-feira (5/7), às 10hs, e quarta-feira (6/7), às 14h, sobre a PEC 11/22, que trata do piso salarial nacional da enfermagem.

No primeiro encontro, a relatora do projeto, Carmen Zanotto (Cidadania-SC), irá apresentar seu parecer, e em seguida estão previstas discussões sobre o tema e a votação das conclusões da deputada.

Na semana passada, Zanotto pediu a parlamentares para que não sejam feitos pedidos de vista, de forma a permitir a votação do parecer no mesmo dia da apresentação.

A proposta, que já foi aprovada pelo Senado em junho, tem como objetivo dar segurança jurídica ao que já foi aprovado pelo PL. O texto teria invadido atribuição de estados e municípios ao fixar salários sob responsabilidade dos entes subnacionais. O piso tem impacto estimado em R$ 16 bilhões por ano para o setor público e privado.

A aprovação da PEC é vista como um passo importante, mas não suficiente para tornar efetiva a criação do piso nacional de enfermagem. Aprovado nas duas casas, o Projeto de Lei somente será enviado para sanção presidencial quando estiver definida fonte de financiamento.

Embora várias alternativas tenham sido sugeridas, não houve, até o momento, uma movimentação de peso para que as alternativas de financiamento (como o PL de Jogos de Azar e o da desoneração da folha de pagamento para área de saúde) sejam concretizadas.

Saiba o que muda com o piso nacional da enfermagem

Em maio, o presidente da República Jair Bolsonaro (PL) que “pretende” sancionar o piso salarial da enfermagem, mas ressaltou: “estou no aguardo da definição sobre qual será a fonte de recursos”.

O projeto de lei que cria um piso salarial da enfermagem nacional passou com amplo apoio dos deputados, tendo sido aprovado com 449 votos favoráveis e apenas 12 contrários. De acordo com a proposta, a partir da sanção da Lei, enfermeiros de todo o país, contratados em regime de CLT, terão de receber, no mínimo, R$ 4.750,00 mensais. Já o piso de técnicos de enfermagem é de R$ 3.325,00; e o de auxiliares e de parteiras, R$ 2.375.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads