Brasil

R$ 6 bilhões estarão disponíveis:veja como consultar dinheiro esquecido em bancos hoje

Em | Da Redação

Atualizado em

R$ 6 bilhões estarão disponíveis:veja como consultar dinheiro esquecido em bancos hoje
Foto: Reprodução/Agência Brasil

A partir desta terça-feira (28), às 10h, os brasileiros vão poder consultar se têm dinheiro esquecido em instituições financeiras para resgate na nova rodada de saque aberta pelo Banco Central, por meio do SVR (Sistema de Valores a Receber), pelo endereço https://valoresareceber.bcb.gov.br.

Até 6 de março será permitido apenas fazer a consulta sobre os valores esquecidos, mas ainda não será possível acessar o sistema para resgatar o dinheiro.

No dia 7 de março, também às 10h, já estará liberada a solicitação de devolução do dinheiro. Cerca de R$ 6 bilhões estarão disponíveis para 38 milhões de pessoas físicas e 2 milhões de pessoas jurídicas.

O SVR (Sistema de Valores a Receber) permite consultar se o cidadão ou empresas possuem dinheiro esquecido em um banco, consórcio ou outra instituição financeira. Os valores ficam guardados até que o cidadão os solicite.

Agora também é possível consultar valores esquecidos por pessoas que já morreram, desde que o interessado seja herdeiro, testamentário, inventariante ou representante legal.

No ano passado, apesar da expectativa gerada pelo resgate de valores esquecidos, muitos brasileiros descobriram que tinham apenas centavos para recuperar.

Dinheiro – Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A professora aposentada Rita Porto, 93, é um exemplo disso. Ela mobilizou a família para monitorar o SVR e resgatar o que acreditava ser uma “bolada” –na verdade, tinha apenas R$ 0,04 de “parcelas ou obrigações de operações de crédito” a receber. Para evitar a decepção, sua família fez uma vaquinha e os filhos e netos de Rita lhe entregaram R$ 1.000.

Em 2022, o sistema disponibilizado pelo Banco Central chegou a sair do ar, dado o fluxo de acessos por todo o país. Este ano, o período de consulta foi antecipado, para evitar a sobrecarga.

Outra novidade é a criação de uma sala de espera virtual para facilitar o acesso ao sistema de consultas sem precisar agendar. Na primeira versão da ferramenta, os usuários só podiam fazer a consulta no dia e em horários definidos.

O BC lembra, ainda, que mesmo quem não tinha dinheiro esquecido na primeira etapa do SVR ou encontrou apenas centavos da última vez poderá ter dinheiro a resgatar neste novo lote.

A instituição preparou um vídeo, em que explica os passos para fazer a consulta:

Veja, a seguir, como consultar e solicitar o dinheiro esquecido:

COMO SABER SE TENHO VALORES A RECEBER?

A partir das 10h desta terça-feira (28) vai ser possível consultar se pessoas físicas ou jurídicas têm valores a receber de bancos, consórcios ou outras instituições pelo https://valoresareceber.bcb.gov.br.

Para pessoa física não é preciso fazer login, basta informar CPF e data de nascimento.

Para pessoa jurídica não é preciso fazer login, apenas saber o CNPJ e a data de abertura da empresa.

TENHO DINHEIRO A RECEBER; COMO ENTRO NO SISTEMA?

Caso tenha um valor a receber, é preciso retornar ao site do Banco Central a partir de 7/3, às 10h. Para acessar, o usuário deve ter uma Conta gov.br —o serviço de identificação digital do governo.

Essa conta pode ser criada pelo portal de serviços digitais do governo.

Para valores que foram esquecidos por pessoa física, devido ao sigilo bancário, a Conta gov.br precisa ser de nível prata ou ouro.

Dá para fazer a conta subir de nível por meio do aplicativo gov.br e seguir as orientações por lá ou logar na Conta gov.br pelo site e aumentar o nível em “Selos de Confiabilidade”.

Para valores de pessoa jurídica, é preciso ter uma Conta gov.br com o CNPJ vinculado (pode ser qualquer tipo de vínculo, exceto “colaborador”).

Com a Conta gov.br , no site do Banco Central, basta selecionar a opção “Acessar o SVR”.

Em seguida, escolha a opção “Meus Valores a Receber”, leia e aceite o Termo de Ciência.

O sistema, então, irá informar o valor a receber, o nome e os dados de contato da instituição que deve devolver o dinheiro, a origem do valor a receber e demais informações.

COMO POSSO SOLICITAR O DINHEIRO?

Se o sistema oferecer a opção “Solicitar por aqui”, é preciso selecionar uma das suas chaves Pix do usuário (campo obrigatório) e informar seus dados pessoais.

Para essa opção, o valor esquecido será recebido em até 12 dias úteis. Mesmo que o usuário tenha indicado a chave Pix, a instituição pode devolver por TED ou DOC para a conta da chave Pix selecionada e entrar em contato para confirmar a identidade do solicitante (mas nunca para pedir senhas).

Se o sistema oferecer a opção “Solicitar por aqui”, mas não apresentar uma opção de chave Pix para seleção, o solicitante deve entrar em contato diretamente com a instituição financeira pelo telefone ou pelo e-mail informado por ela para combinar a forma de devolução. Nesse caso, a instituição financeira não é obrigada a devolver o valor em até 12 dias úteis.

Se o sistema não oferecer a opção “Solicitar por aqui” é preciso entrar em contato diretamente com a instituição financeira pelo telefone ou pelo e-mail informado por ela. Nesse caso, a instituição também não é obrigada a devolver o valor em até 12 dias úteis.

E PARA VALORES EM NOME DE PESSOAS QUE JÁ MORRERAM?

Da mesma forma, a consulta pode ser feita a partir desta terça-feira (28), sendo preciso informar CPF e data de nascimento da pessoa. Caso haja valor a resgatar, a partir do dia 7/3, às 10h, selecione “Acessar o SVR”.

Faça login com sua Conta gov.br, que precisa ser de nível prata ou ouro.

No sistema, acesse a opção “Valores para Pessoas Falecidas” e informe CPF e data de nascimento da pessoa que morreu.

Em seguida, é preciso ler e aceitar o Termo de Responsabilidade de consulta a dados de terceiros. E é preciso ser herdeiro, testamentário, inventariante ou representante legal para acessar os dados.

O sistema irá mostrar o nome e os dados de contato da instituição que deve devolver o valor, a origem do valor a receber e o valor a receber.

É preciso, então, entrar em contato diretamente com a instituição financeira para se informar sobre a documentação necessária para receber o valor.

CUIDADO COM GOLPES

O BC alerta que o único site onde você pode consultar e saber como solicitar a devolução dos seus valores, da sua empresa ou de pessoas falecidas é o https://valoresareceber.bcb.gov.br e que todos os serviços do portal são gratuitos. Caso alguém ofereça e cobre por serviços de consulta, trata-se de um golpe.

O Banco Central também não manda links nem entra em contato com o cidadão para tratar de valores a receber ou confirmar dados.

Apenas a instituição que aparece no Sistema de Valores a Receber pode entrar em contato com o cliente, mas ela não pode pedir senhas e também é recomendado não acessar links suspeitos enviados por e-mail, SMS, WhatsApp ou Telegram.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads