Pernambuco

Porto de Galinhas: Morte de Heloysa Gabrielle faz um ano sem culpado preso

Em | Da Redação

Atualizado em

Porto de Galinhas: Morte de Heloysa Gabrielle faz um ano sem culpado preso
O verdadeiro culpado pela morte da garota ainda não foi julgado Reprodução/WhatsApp

 

A última quinta-feira (30) marcou um ano da morte de Heloysa Gabrielle, de 6 anos, vítima de bala perdida em um confronto entre policiais na comunidade de Salinas, em Porto de Galinhas, distrito de Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife. Segundo as investigações, a bala que atingiu a garota teria saído da arma de um dos agentes envolvidos no tiroteio.

Segundo o Instituto Fogo Cruzado, 13 crianças foram atingidas por tiros em 2022 no Grande Recife, sendo três delas vítimas fatais. Heloysa brincava na frente da casa da avó quando viaturas da polícia entraram na rua durante uma perseguição.

As investigações preliminares indicaram que o autor do disparo que matou Heloysa teria sido o motociclista Manoel Aurelio do Nascimento Filho, que estava no momento da troca de tiros com os policiais. Manoel foi morto meses depois durante uma ação da mesma equipe do Batalhão de Operações Especiais (BOPE). As informações são do LeiaJá

Em agosto do ano passado, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) denunciou o policial militar Diego Felipe de França Silva como o possível autor do disparo. A audiência de instrução e julgamento está agendada para o dia 14 de junho.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads