Brasil

PM é preso após matar jovem com um tiro no peito em avenida

O agente militar afirma que tudo foi um mal entendido, e que ele teria atirado em legítima defesa após uma suposta tentativa de roubo.

Em | Da Redação

Atualizado em

PM é preso após matar jovem com um tiro no peito em avenida
O agente militar afirma que tudo foi um mal entendido, e que ele teria atirado em legítima defesa após uma suposta tentativa de roubo.

Na tarde desta segunda-feira (14), o soldado da Polícia Militar, Maicon de Oliveira dos Santos, de 35 anos, foi preso em flagrante acusado de matar a jovem Julia Ferraz, de 27 anos, na cidade de Ribeirão Preto, São Paulo. O PM teria disparado vários tiros e um deles acabou atingindo Júlia, que morreu logo em seguida. A jovem atravessava o canteiro central da Avenida Independência, quando foi atingida desprevenidamente.

Conforme a Polícia Civil informou, Maicon é apontado como o portador da arma que foi usada no momento em que a vítima foi atingida no peito. O crime ocorreu durante a madrugada desta segunda-feira, em uma das principais vias da parte Sul da cidade. O PM alega à polícia que ele teria sido alvo de um assalto enquanto se dirigia à uma lanchonete na mesma avenida, o que teria o levado a atirar.

O agente militar afirma que tudo foi um mal entendido, e que ele teria atirado em legítima defesa após uma suposta tentativa de roubo.

De acordo com Vanessa Matos da Costa, delegada responsável pelo caso, foram encontradas pelo menos dez cápsulas de balas no local. O registro policial classifica o ocorrido como um homicídio consumado, além de duas tentativas de homicídio, pois durante sua tentativa de conter a dupla de assaltantes, ele supostamente tentou atirar contra os dois homens.

Julia faleceu por volta das 3h. Baseado em informações da investigação, ela havia saído de uma casa noturna e caminhava pelo canteiro central da avenida ao lado de outra pessoa, quando foi atingida no peito. Algumas imagens recolhidas das câmeras de segurança de estabelecimentos próximos mostram Maicon discutindo com duas pessoas em outra motocicleta, alguns momentos antes do disparo que atingiu Julia.

No registro, em um determinado momento, todos pararam e o policial é visto sacando uma arma, e atirando na direção da dupla, que fugiu. É visível que, durante esses disparos, Julia, que estava um pouco mais à frente da origem dos tiros, cai no meio da avenida. Os dois indivíduos na motocicleta, que eram alvo dos tiros, possuem 18 e 26 anos. Ambos foram detidos sob suspeita de tentativa de assalto ao policial.

Um deles precisou de cirurgia na Santa Casa de Ribeirão Preto. Seus advogados contestam a acusação de tentativa de roubo. O policial Maicon de Oliveira dos Santos foi ferido, e passará por uma audiência de custódia ainda nesta terça-feira (15). A arma usada no dia do crime foi apreendida. O velório de Julia Ferraz está agendado também para terça-feira, em Ribeirão Preto.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads