Brasil

PF faz buscas e prende mais de 60 suspeitos por abuso sexual infantil em todo o país

Em | Da Redação

Atualizado em

PF faz buscas e prende mais de 60 suspeitos por abuso sexual infantil em todo o país

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (26) a operação Rede de Proteção, destinada ao combate de crimes relacionados ao abuso sexual infantil.

Até as 9h, policiais continuavam nas ruas. Balanço inicial indica que, até o mesmo horário:

57 mandados de prisão tinham sido cumpridos;

7 pessoas tinham sido presas em flagrante (ou seja, sem mandado prévio);

40 mandados de busca e apreensão tinham sido cumpridos.

Os locais de cumprimento dos mandatos e das prisões em flagrante ainda não foram detalhados. Segundo a PF, até o fim da manhã, já havia registros de prisões efetuadas em 21 estados.

Segundo a PF, as ações começaram no início deste mês, com o cumprimento de mandados de prisão que já tinham sido expedidos.

Nesta quinta, as superintendências da PF em todo o país fazem operações centradas em “crimes sexuais contra crianças por meio da internet”.

“A Operação Rede de Proteção tem por objetivo reprimir crimes sexuais contra crianças e adolescentes, retirando do convívio social indivíduos investigados, processados criminalmente e até condenados, dando efetividade ao sistema de justiça criminal e impedindo que novos delitos sejam cometidos”, diz o material divulgado.

Nova diretoria

Segundo a corporação, a operação é a primeira da nova Diretoria de Combate a Crimes Cibernéticos da PF e das delegacias especializadas no tema.

“O combate aos crimes cibernéticos, incluindo os relativos ao abuso sexual infantil é uma prioridade da Polícia Federal, em linha com as diretrizes do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e que ganha a devida relevância e estrutura com a criação da DCIBER/PF e das Delegacias Especializadas”, escreveu a PF no material de divulgação.

*As informações são do G1.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads