Brasil

PF alerta para golpe que utiliza nome do PicPay e promete R$ 200 via PIX; saiba como se proteger

Em | Da Redação

Atualizado em

PF alerta para golpe que utiliza nome do PicPay e promete R$ 200 via PIX; saiba como se proteger
Foto: Divulgação/Polícia Federal

Um novo golpe aplicado por meio de plataformas de mensagens privadas utiliza o nome da empresa de serviços financeiros PicPay para prometer R$ 200 via PIX e enganar as pessoas.

De acordo com um alerta feito pela Superintendência Regional da Polícia Federal em Pernambuco, golpistas enviam um link “malicioso” via WhatsApp e oferecem a promoção falsa de aniversário do PicPay.

Os criminosos pedem que as pessoas respondam quatro perguntas gerais e, ao final, compartilharem um link com amigos no aplicativo de mensagens.

Depois que as perguntas são respondidas, é enviada uma mensagem de parabéns, afirmando que a pessoa ganhou R$ 200, via PIX, e pedindo que siga orientações como clicar em um botão, selecionar grupos de WhatsApp e enviar mensagens.

“Envie nossa promoção de aniversário para seus amigos ou grupos até que a barra abaixo esteja completa. Após enviar, volte para essa página para continuar com seu PIX. Assim que você completar a barrinha, clique em Receber Pix Agora!”, diz o texto preparado pelos golpistas.

Para dar veracidade a essa mensagem, eles chegam a exibir relatos falsos em redes sociais de supostas pessoas que já receberam os R$ 200 via PIX. Por nota, a PF reforçou que, como em tantos outros casos, a promoção que está circulando em nome da PicPay é falsa.

“Todo o modus operandi, com mensagem chamativa, site com domínio estranho [russo], quiz genérico e pedido de compartilhamento denota um golpe muito parecido com tantos outros. Com o intuito de roubar dados, às vezes com softwares maliciosos nas páginas”, informou, no comunicado.
A Polícia Federal lembrou que, além de serem vítimas, as pessoas podem terminar espalhando a fraude ao compartilhar o link com os seus contatos.

“O perigo dessa barra ser preenchida é que ela pode estar instalando no celular um programa espião [malware] que vai dominar o teclado, a câmera, o microfone e ter acesso a todos os dados pessoais e financeiros e todas essas informações estarão sendo repassadas automaticamente para o bandido”, informou.

Quando as vítimas se dão conta, são surpreendidas com empresas e contas em seu nome que não fizeram e dívidas que não contraíram.

Em alguns casos, os criminosos chegam bloquear totalmente o celular instalando um programa [ransomware] para que ele fique sem funcionar até que se pague um valor em dinheiro.

Saiba como se proteger

Desconfie antes de clicar em links de mensagens recebidas nas redes sociais;
Não compartilhe links duvidosos com seus contatos sem antes saber se são autênticos;
Cuidado com o imediatismo de mensagens como: agendamentos liberados até hoje, último dia para o saque, urgente, não perca essa oportunidade;
Certifique-se no site oficial da empresa ou órgão governamental sobre a veracidade do que está sendo oferecido;
Nunca preencha nenhum cadastro, formulário ou pesquisa fornecendo seus dados financeiros ou pessoais através de links enviados por redes sociais;
Ao entrar em uma página verifique se existe um cadeado cinza no canto superior esquerdo atestando que sua conexão não foi interceptada e o site está criptografado para impedir golpes;
Links que levem direito ao cadastro tem que haver o HTTPS onde o “S” corresponde a uma camada extra de segurança.

Da redação do PortalPE10, com informações do G1.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads