Noticias

Perfil anuncia morte de Gui Pagnoncelli, mas hospital diz que paciente teve alta

Em | Da Redação

Atualizado em

Perfil anuncia morte de Gui Pagnoncelli, mas hospital diz que paciente teve alta
Foto: reprodução internet

Na manhã deste sábado (18), o perfil oficial do influenciador alagoano Gui Pagnocelli trouxe a informação da morte do jovem, aos 32 anos. Gui sofria com um raro câncer no estômago e, segundo as informações do perfil, estava internado tratando mais uma complicação no Hospital Teresa de Lisieux, em Salvador.

A morte de Gui Pagnoncelli foi informada na conta oficial do influenciador da rede social Instagram, onde ele acumulava mais de 500 mil seguidores. “É com profundo pesar que informamos que nosso guerreiro nos deixou hoje. Ele lutou com todas as forças, mas os planos de Deus foram outros”, trouxe a publicação.

Hospital desmente atendimento – Após ter sido informado como suposto local de falecimento de Gui Pagnoncelli, o Hospital Teresa de Lisieux, em Salvador, informou que não houve atendimento ao influenciador alagoano, neste sábado (18). Nessa sexta-feira (17), antes de comunicar a morte, o perfil também publicou um vídeo mostrando o que seria a entrada da UTI do Hospital.

“Orem, independente da sua crença! Pela vida do Gui, só pedimos isso! Infelizmente algumas pessoas acabam denunciando vídeos e stories que fazemos, por isso optamos por usar um aplicativo diferente para não correr o risco de infringir regras da rede social. DEUS ABENÇOE VOCÊ”, escreveu o perfil na legenda do vídeo.

Em nota à imprensa, a rede Hapvida, que administra o hospital na capital baiana, informou que o influenciador foi atendido no Hospital Maceió, em Maceió, e que já recebeu alta.

Gui ficou conhecido por usar as redes sociais como válvula de escape na árdua luta contra o câncer. Junto aos compartilhamentos da rotina, o influenciador fez várias “vaquinhas” para arrecadação de valores que, segundo ele, seriam utilizados para uma cirurgia.

A história do influenciador, no entanto, é marcada por polêmicas. A justiça alagoana chegou a torná-lo réu por estelionato, depois de uma denúncia protocolada pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Em julho de 2020, a Polícia Civil de Alagoas (PC/AL) instaurou inquérito para investigar as supostas fraudes atribuídas ao influenciador.

À época, a PC informou que a investigação tinha sido motivada por um Boletim de Ocorrência (BO) de uma doadora e que, em razão da sensibilidade do caso, as investigações ocorreriam sob sigilo.

O Pajuçara Sistema de Comunicação (PSCOM) acompanhou o caso de perto. O advogado de Gui à época, Domingos Sávio de Sousa, concedeu entrevista exclusiva negando as acusações e alegou que o influenciador estava sendo vítima de extorsão.

Gui Pagnoncelli foi diagnosticado com um câncer no estômago em 2012 e desde então contava com ajuda financeira de seguidores. Nas redes sociais, internautas questionam se o perfil oficial do influenciador foi hackeado.

Da redação do PortalPE10, com informações do TNH1.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads