Mundo

Papa pede que mundo aprenda com a história em meio a ameaças de guerra nuclear

Em | Da Redação

Atualizado em

Papa pede que mundo aprenda com a história em meio a ameaças de guerra nuclear
(Foto: Reprodução/Instagram)

O papa Francisco pediu neste domingo (9) que o mundo aprenda com a história, referindo-se às ameaças de guerra nuclear na Ucrânia, e defendeu o caminho da paz.

Ao recordar o início do Concílio Vaticano II há 60 anos, Francisco disse durante uma missa de canonização na Praça de São Pedro que “não devemos esquecer o perigo da guerra nuclear que ameaçou o mundo”.

“Por que não aprendemos com a história? Naquela época houve conflitos e tensões, mas escolheu-se o caminho da paz”, apontou o pontífice de 85 anos.

O Vaticano informou que 50.000 fieis participaram neste domingo na missa de canonização de Giovanni Battista Scalabrini e Artemide Zatti.

Ao recordar o trabalho do bispo italiano Scalabrini, que fundou no século XIX uma comunidade para ajudar os migrantes e refugiados, o papa afirmou que é “escandalosa a exclusão dos migrantes” que “morrem diante de nós” no Mediterrâneo, que agora é “o maior cemitério do mundo”.

O outro canonizado, Armando Zatti, foi um imigrante de origem italiana que chegou na Argentina, onde se dedicou a cuidar de doentes.

O papa também aproveitou a oportunidade para orar pelas vítimas do “louco ato de violência” ocorrido na Tailândia, onde um policial expulso da corporação matou 36 pessoas, incluindo 24 crianças.

*As informações são da AFP.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads