Brasil

Padre que dizia ser perseguido por declarar voto em Lula é encontrado morto com corte na garganta

Em | Da Redação

Atualizado em

Padre que dizia ser perseguido por declarar voto em Lula é encontrado morto com corte na garganta

Morreu, na manhã desta segunda-feira (21), o padre José Aparecido Bilha. O homem de 63 anos era pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, na cidade de Guaíra, no Paraná.

Segundo informações da Diocese de Toledo, Bilha foi encontrado por funcionários da paróquia no começo desta segunda-feira. Ainda em comunicado, a Diocese lamenta a morte do padre e presta os sentimentos à família do homem: “Externamos condolências à família Bilha e à comunidade católica de Guaíra, especialmente desta paróquia, que foram surpreendidos pela triste notícia”.

No entanto, a nota da Diocese não explica onde o padre foi localizado nem se ele apresentava algum ferimento no corpo. Ainda não há informações sobre a causa da morte.

A Diocese deixou claro que acompanhará as investigações do crime. A Polícia Civil do estado do Paraná afirmou ao portal g1 que “aguarda laudos complementares que auxiliarão no andamento das investigações”.

José Aparecido Bilha nasceu em Astorga (município do Paraná) e tinha 28 anos de sacerdócio. Cursou Filosofia e Teologia.

O velório será feito em Guaíra e em seguida o corpo será trasladado para a cidade de Assis Chateaubriand onde será o sepultamento.

Motivação política

Pelas redes sociais, a deputada federal pelo Partido dos Trabalhadores (PT-RS) Maria do Rosário, indicou que é “impossível descartar violência política”, já que o padre teria “declarado voto em Lula”.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads