Pernambuco

Operação “Divisa Integrada” mira bandidos que atuam na divisa entre Pernambuco e Paraíba

Foco principal é o combate aos homicídios, tráfico de drogas e de armas de fogo. Cumprimento de mandados segue até o domingo (26)

Em | Da Redação

Atualizado em

Operação “Divisa Integrada” mira bandidos que atuam na divisa entre Pernambuco e Paraíba
Operação “Divisa Integrada” mira bandidos que atuam na divisa entre Pernambuco e Paraíba

Forças integradas de Segurança dos estados de Pernambuco e da Paraíba deflagram a operação “Divisa Integrada”, com a participação de 695 agentes de segurança e um mesmo objetivo: combater a criminalidade. Mandados de prisão, de busca e apreensão,  saturação do efetivo nas áreas consideradas de alta criminalidade, além de ações de prevenção nas escolas, ocorrem de forma simultânea nos municípios das duas unidades federativas.

Operação “Divisa Integrada” mira bandidos que atuam na divisa entre Pernambuco e Paraíba

“A criminalidade não quer saber de divisa e eles precisam saber que nós também não. Estamos unindo nosso efetivo, compartilhando nossas informações para mostrar aos alvos que o território não é deles. A divisa não pode ser um fator limitante da nossa atuação. Vamos dar aos pernambucanos e aos paraibanos condições de andar nesta região com segurança”, afirmou a secretária Executiva da SDS-PE, Dominique de Castro de Oliveira. A secretária também fez questão de ressaltar a presença dos órgãos parceiros: Polícia Rodoviária Federal, Detran-PE, Defensoria Pública, conselheiros tutelares, Lei Seca, Vigilância Sanitária, dentre outros.

O Secretário de Estado da Segurança e da Defesa Social da Paraíba, Jean Nunes, falou da importância da integração e do planejamento operacional “Para esta operação acontecer, começamos as reuniões estratégicas em março e de lá pra cá tivemos uma troca permanente de informações. Operação conjunta é sinônimo de grandes resultados e esta, sem dúvida, fará diferença tanto para a Paraíba quanto para Pernambuco”, disse o secretário paraibano.

Nesta operação os órgãos de trânsito e a PRF fazem a fiscalização bem como a realização de pontos de bloqueios nas rodovias estaduais e federais. Os Grupamentos Táticos Aéreos (GTA), de  Pernambuco e da Paraíba, participam da operação dando apoio aéreo às rondas ostensivas e aos cumprimentos dos mandados. Bombeiros Militar e a Defesa Civil dos dois estados também integram o time.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads