Entretenimento

Nutricionista que “montou” em homem sem calcinha diz que errou: “fui exposta”

A nutricionista também menciona o desempenho ao imobilizar e diz que tem faixa marrom no judô

Em | Da Redação

Atualizado em

Nutricionista que “montou” em homem sem calcinha diz que errou: “fui exposta”
“Me defendi e, infelizmente, estava alcoolizada”, diz Katiuska Glesse

Em um vídeo publicado no Instagram na noite dessa quinta-feira (7/9), a nutricionista e modelo fitness Katiuska Glesse desabafou sobre o fato ocorrido Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Foz do Iguaçu (PR), quando, trajando vestido e sem calcinha, montou em um homem e o agrediu com vários socos no rosto dele.

A briga foi registrada por testemunhas e o vídeo viralizou nas redes sociais. No relato, a loira afirma que faz uso de medicamentos, estava embriagada e admite que errou.

“Infelizmente, tenho que me retratar, já que fui exposta nacionalmente. Me defendi e, infelizmente, estava alcoolizada e misturei com bebida alcoólica. Venci um relacionamento tóxico e agora estou superando a morte de um dos meus buldogues. Todos erram e, infelizmente, eu errei”, explicou no vídeo de 49 minutos.

Modelo fitness Katiuska Glesse
Foto: Reprodução

A nutricionista chega a dizer que leu comentários feitos nas páginas do Metrópoles e esclareceu alguns pontos levantados por internautas: “O vestido era midi, até o joelho, pela modelagem, foi feito para usar sem calcinha. Todos sabem que quando se imobiliza alguém no chão o vestido sobe”, contou.

Sobre as críticas de português referentes a sua fala no flagrante feito na UPA, a modelo explica que estava embriagada e falando “enrolado”. “Fiz curso de direito, trabalhei no governo do Paraná e até na Polícia Civil. Não estou aqui querendo fama, isso eu já tive, já participei de reality”, desabafou.

No vídeo, Katiuska Glesse também menciona o desempenho ao imobilizar o rapaz, dizendo que não é faixa preta no jiu-jítsu, “mas tem todas as modalidades do judô, faixa marrom”.

Quem é Katiuska?

A modelo já representou o estado de Alagoas ao concorrer ao título de Miss Bumbum, chegando a ser finalista no concurso. Ex-atleta de fisiculturismo, em 2014 foi campeã de uma série de competições nacionais de regionais da modalidade.

No mesmo ano, teve de interromper a trajetória no esporte ao sofrer lesões gravíssimas no joelho direito e derrame arterial na perna em um episódio de violência doméstica.

Também atuou como DJ de música eletrônica por quatro anos e participou do programa Casa Bonita, exibido no canal Multishow, e foi musa da torcida organizada “Os Fanáticos”, do Athletico Paranaense.

 

Deixe sua opinião