Brasil

“Não pode ficar ninguém que seja bolsonarista raiz”, diz Lula sobre limpa nos ministérios

Em | Da Redação

Atualizado em

“Não pode ficar ninguém que seja bolsonarista raiz”, diz Lula sobre limpa nos ministérios

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva orientou os ministros de seu governo a demitirem todos os funcionários identificados como “bolsonarista raiz”. “Não pode ficar ninguém que seja suspeito de ser bolsonarista raiz aqui dentro”, afirmou Lula, em café com jornalistas nesta quinta-feira, dia 12, no Palácio do Planalto.

A declaração escancara o processo de desbolsonarização da máquina federal, que também atingiu militares em cargos de chefia e atingiu cerca de 1,4 mil servidores, conforme mostrou o Estadão. Houve tentativa de identificar ex-colaboradores do governo Bolsonaro que tentam cavar sua permanência sob Lula.

Na campanha eleitoral, Lula prometera remover da máquina pública os cerca de 6 mil militares identificados pelo Tribunal de Contas da União.

O líder petista disse que os ministros precisam ter conhecimento de sua orientação. Ele afirmou também que o governo promove uma “triagem profunda” dos servidores que atuavam na Presidência da República e nos ministérios. O presidente disse que o Planalto estava “repleto de bolsonaristas”.

“Estamos apenas há 12 dias no governo, nem terminamos ainda de montar o governo. Até agora foram indicados poucos, estamos fazendo uma triagem profunda. A verdade é que o palácio estava repleto de bolsonaristas e militares e queremos corrigir por funcionários de carreira, de preferência civis que estavam aqui e foram transferidos para outro departamento para que se transforme num gabinete civil, numa Presidência da República com mais civilidade do que nos últimos quatro anos”, afirmou Lula.

Lula afirmou, no entanto, que não quer fazer um palácio só de petistas e que não importa a opção de voto de cada servidor, mas sim sua postura profissional.

“Não quero fazer um processo de perseguição por que o cara um dia foi lavajatista. A sociedade foi tão enganada e a imprensa foi tão ludibriada por um procurador e um juiz de forma triste…”, afirmou Lula. “Se o cara votou no Bolsonaro e presta o serviço com retidão, por que não pode ficar? Não quero fazer um palácio de petista. Não vou chegar em cada repartição perguntando em ‘quem você votou?’. Para não ser enganado não preciso perguntar isso”, ironizou.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads