Entretenimento

Não é trisal,’marmita de casal’ vira nova opção de sexo

Em | Da Redação

Atualizado em

Não é trisal,’marmita de casal’ vira nova opção de sexo
“Marmita de casal”: Apelido bem-humorado virou até fantasia de Carnaval

Uma nova opção de relacionamento sexual tem atraído diversos casais que não pretendem abrir a relação ou formar um trisal, mas têm vontade de apimentar o ato entre quatro paredes. Trata-se da “marmita de casal”, ou seja, quando uma outra pessoa participa de momentos picantes do casal sem criar qualquer laço afetivo.

De acordo com informações do portal UOL, Thais (o sobrenome foi preservado pela reportagem), uma designer de 29 anos, saiu da balada com a namorada e uma menina que conheceu em um aplicativo de relacionamento, sabia que algo de diferente poderia acontecer naquela noite. Depois de algumas conversas entre as três, havia a possibilidade de acrescentar um novo ingrediente para a vida sexual do casal.

Com quase quatro anos de relacionamento, ambas se sentiam seguras para viver novos momentos na relação, mas sem abrir a relação. Então, decidiram recorrer à “marmita de casal” para satisfazer seus desejos sexuais. “Não queríamos um relacionamento aberto com cada uma de um lado tendo outras relações à parte. Queremos estar nisso juntas, então essa foi a solução perfeita para compartilhar essa experiência”, explica.

Na configuração escolhida, elas não formariam um ‘trisal’ romântico. Além da amizade, a relação seria estritamente sexual. “Nos divertimos muito juntas e a experiência tem sido, no mínimo, esclarecedora. Conhecendo nós mesmas e nossos limites. E, claro, muito gostosinha também”, ressaltou a designer.

“Marmita de casal”: Apelido bem-humorado virou até fantasia de Carnaval

O termo ‘marmita de casal’ nada mais é do que o abrasileiramento da palavra ‘ménage’. Amplamente utilizado em redes sociais, em especial no Twitter, ele é designado para falar sobre casais que incluem uma terceira pessoa na vida sexual, sem que essa convidada faça efetivamente parte do relacionamento. “A ‘marmita de casal’ seria aquela pessoa que topa fazer sexo com algum casal, seja heterossexual, homossexual ou bissexual, por aquela ocasião esporádica. Ou seja, o casal estável decide fazer um sexo a três e encontra uma terceira pessoa para realizar o seu desejo sexual e nada mais”, explica Daniel Manzoni de Almeida, 39 anos, escritor e doutor em em teoria literária.

O termo causou discussões e alvoroços na internet após a cantora Pabllo Vittar fazer uma declaração sobre o assunto durante uma entrevista ao podcast “Quem pode, pod”, no dia 20 de dezembro de 2022. Quando a atriz Fernanda Paes Leme perguntou se a artista conseguiria ter um relacionamento aberto, Pabllo prontamente negou. No entanto, afirmou que isso não a impede de ir para a cama com mais de uma pessoa. “Não. Eu gosto de entrar no dos outros. Gente, eu amo ser marmita!”, disse Pabllo.

“Marmita de casal”: Apelido bem-humorado virou até fantasia de Carnaval

Ainda de acordo com Daniel Manzoni de Almeida, inserir um terceiro integrante à rotina do casal pode proporcionar novas experiências. Contudo, é preciso ter atenção e empatia para lidar com as emoções, como o ciúme, insegurança e medo de perder a outra pessoa.

“Não há qualquer problema em ter uma relação entre três pessoas desde que a humanidade das pessoas esteja presente. O problema está quando passamos a enxergar o outro como um objeto, um produto sem subjetividade, sem sentimentos. Enxergando essa pessoa apenas como algo para ser usado, consumido e, posteriormente, descartado”, orienta.

Com informações são do UOL

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads