Brasil

Mulher é morta pelo companheiro após negar relação sexual

Em | Da Redação

Atualizado em

Mulher é morta pelo companheiro após negar relação sexual
Rodrigo Almeida Neves Pinheiro e Michele Vila Pinto: ela morreu esfaqueada por ele — Foto: Reprodução/Redes sociais

 

Na tarde desta terça-feira (4), o Hospital Geral de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, confirmou a morte da dona de casa Michele Vila Pinto, de 33 anos. Ela estava internada desde o dia 16 de março, quando foi atacada a facadas por seu companheiro, após não querer ter relações sexuais com ele.

A vítima foi esfaqueada pelo então companheiro, Rodrigo Almeida Neves Pinheiro, de 44 anos, no dia 16 de março, em Queimados, na Baixada Fluminense. A família da vítima afirma que ela estava dormindo, quando ele tentou ter relações sexuais com ela, que negou.

Michele foi socorrida por familiares com a faca cravada na região do pescoço. Ela foi levada para o hospital localizado no município de Nova Iguaçu, onde passou por cirurgia de emergência para retirar o objeto perfurante.

Segundo a Polícia Civil, o criminoso ainda tentou evadir do local do crime para não ser preso, porém logo foi encontrado por agentes da 55ªDP. Ricardo já havia sido preso anteriormente suspeito de outros crimes.

As investigações apontam que ele chegou a se esconder em um bairro em Nova Iguaçu, mas foi ameaçado por milicianos da comunidade, que se incomodaram com a presença de policiais na região. Rodrigo teve a prisão temporária decretada, portanto, ficará ao menos 30 dias detido.

Na segunda-feira (3), médicos que acompanhavam o quadro de saúde da vítima, informaram a família sobre uma suspeita de morte cerebral, na qual foi confirmada nesta terça-feira (4), após aplicação de protocolo para detecção da perda definitiva e irreversível das funções cerebrais, como capacidade de controlar a respiração, os batimentos cardíacos, entre outros.

A Polícia Civil ainda informou que o assassino havia deixado a cadeia em março do ano passado. Rodrigo estava preso por tentativa de homicídio e suspeita de tráfico de drogas.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads