Brasil

Mulher alérgica a anti-inflamatórios faz tatuagem com lista de remédio que não pode usar

Em | Da Redação

Atualizado em

Mulher alérgica a anti-inflamatórios faz tatuagem com lista de remédio que não pode usar
Empresária realizou o procedimento após recomendação médica

 

A empresária gaúcha Amanda Munaretti Selbach, de 39 anos, sofre com alergia a medicamentos e por esta razão decidiu fazer uma tatuagem com a lista de remédios que não pode fazer uso. Em seu antebraço, há escrito “alérgica a todos os medicamentos anti-inflamatórios não esteroides”. A tatuagem ainda lista os fármacos indevidos para ela e o que usar para substituir.

Ela é mãe de dois filhos e sofre com alergia a remédios conhecidos como Anti-inflamatórios não esteroides (Aines). Os Aines são fármacos comuns na rotina das pessoas, sendo exemplos Nimesulida, Tylenol, Paracetamol, Ibuprofeno e Ácido acetilsalicílico (AAS).

Amanda contou, em entrevista ao portal O Povo, que descobriu a alergia na adolescência após ter uma reação ao Tylenol, medicamento usado para tratar sintomas gripais. A situação se agravou quando ela viveu o processo de gestação do seu primeiro filho e para o parto o médico receitou um anti-inflamatório. “Eu disse que achava ser alérgica. Quase morri. Tive um edema de glote, eles [equipe médica] me aplicaram doses altas de corticoide na veia”, salientou.

Empresária realizou o procedimento após recomendação médica

Ideia da tatuagem

Amanda expõe que foi aconselhada por um médico geral a tatuar sobre a sua condição, para que, em casos extremos, nenhuma medicação de risco fosse receitada de maneira incorreta. Ela comenta que escolheu o antebraço por ser um local visível e de fácil acesso.

A empresária informou que substitui os Aines por corticoide para amenizar as reações adversas. “Hoje, infelizmente, substituo os anti-inflamatórios por corticoide, que deve ser usado pouco na vida, mas é o que me salva”, declarou.

 

 

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads