Política

Ministro da CGU confirma registro de vacinação de Bolsonaro contra Covid

Em | Da Redação

Atualizado em

Ministro da CGU confirma registro de vacinação de Bolsonaro contra Covid
Controladoria apura se houve adulteração na carteira de vacinação do ex-presidente; dose teria sido aplicada no dia 19 de julho de 2021

 

O ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Vinícius de Carvalho, confirmou que existe um registro de vacinação contra a Covid-19 do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

A informação foi dada em entrevista à CNN Brasil, nesta sexta-feira (17/2). O ministro confirmou que houve uma troca de ofícios entre a CGU e o Ministério questionando se o ex-presidente recebeu uma dose do imunizante da Janssen em 19 de julho de 2021.

“Esse registro existe. Pelo menos pelo que a gente sabe das informações. Se isso está em um ofício da CGU, a CGU não faz uma pergunta à toa. Se esse registro está em um ofício da CGU, eu não tenho como negar”, disse.

Em nota divulgada nesta sexta, o CGU afirmou que apura a a suspeita de adulteração do cartão de vacinação de Bolsonaro.

“Há, de fato, uma investigação preliminar sumária em curso no âmbito da Corregedoria-Geral da União (CRG), iniciada nos últimos dias do governo anterior, envolvendo denúncia de adulteração do cartão de vacinação do ex-presidente Jair Bolsonaro”, diz a nota.

A investigação foi aberta após uma denúncia recebida no ano passado sobre a suposta adulteração.

A CGU informou, ainda, que a matéria foi submetida à avaliação da Consultoria Jurídica, que emitirá parecer quanto à viabilidade de divulgação da decisão, já que o caso é sigiloso.

Vacina de Bolsonaro

Em meio à pandemia de Covid-19, Bolsonaro se negou a tomar a vacina contra a doença. Ele realizou inúmeras viagens oficiais cumprindo medidas de distanciamento, mas alegava que não seria vacinado, e colocou em dúvida a segurança dos imunizantes disponíveis no sistema de saúde.

Entretanto, a superexposição de Bolsonaro também coloca em dúvida se ele estaria ou não vacinado contra o coronavírus, principalmente quando deixou o cargo. Hoje, ele está morando nos Estados Unidos, e o país exige a comprovação vacinal para o ingresso em seu território.

Durante a campanha, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prometeu derrubar os sigilos impostos durante o governo de seu antecessor. Entre as decisões, está o sigilo sobre o cartão de vacina do ex-presidente.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads