Brasil

Ministério da Saúde resgata crianças Yanomamis com desnutrição severa e malária

Em | Da Redação

Atualizado em

Ministério da Saúde resgata crianças Yanomamis com desnutrição severa e malária

Oito crianças yanomami em estado grave de desnutrição severa e malária já foram resgatadas por técnicos do Ministério da Saúde. Entre os pacientes há um recém-nascido. A equipe da pasta faz atendimentos na região desde a última segunda-feira (16), e encaminha as crianças para tratamento na capital Boa Vista (RR).

De acordo com o ministério, o paciente mais novo, de 18 dias de vida, foi levado ao hospital com quadro de pneumonia, e chegou a ter cinco paradas cardíacas. Segundo reportagem do site Metrópoles, a mãe da criança percorreu três horas até chegar à Unidade Básica de Saúde Indígena (UBSI) no polo-base de Surucucu.

“Um dado público é que nos últimos 4 anos, 570 pessoas Yanomami morreram decorrente da contaminação por mercúrio por conta do garimpo ilegal. Agora, na casa de atenção à saúde indígena, tem 715 indígenas yanomami em desnutrição absurda”, disse Sônia Guajajara, ministra dos Povos Originários.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse nesta sexta-feira (20), que visitará o estado no final de semana para tratar de questões relacionadas à desnutrição de crianças indígenas do povo Yanomami.
“Recebemos informações sobre a absurda situação de desnutrição de crianças Yanomami em Roraima. Amanhã viajarei ao Estado para oferecer o suporte do governo federal e, junto com nossos ministros, atuaremos pela garantia da vida de crianças Yanomami”, disse o presidente nas redes sociais.

O povo Yanomami vive uma grave crise sanitária em decorrência do garimpo ilegal. A exploração ilegal do garimpo faz com que ocorra a incidência de doenças infecciosas. A falta de assistência em saúde também contribui para o quadro.

 

 

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads