Brasil

Médico que atuava em Pernambuco é preso suspeito de violação sexual mediante fraude contra pelo menos 14 mulheres

Em | Da Redação

Atualizado em

Médico que atuava em Pernambuco é preso suspeito de violação sexual mediante fraude contra pelo menos 14 mulheres

Médico que atuava em Pernambuco é preso suspeito de violação sexual mediante fraude contra pelo menos 14 mulheres

Um médico foi preso pela Polícia Civil de Pernambuco, suspeito de cometer o crime de violação sexual mediante fraude contra pelo menos 14 mulheres. A polícia não divulgou o nome do suspeito.

Contra o homem foram cumpridos dois mandados de prisão expedidos pelo Tribunal de Justiça de São Paulo – Criminal de Suzano e pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco – 12ª Vara Criminal da Capital, executado pelo Grupo de Operações Especiais (GOE)/DRACCO.

Segundo os agentes, o homem atuava como médico nos estados de Pernambuco e São Paulo, onde cometia os crimes.

A polícia não informou se o médico atuava no serviço público ou no âmbito privado, nem como ocorria o crime. Maiores detalhes sobre o caso serão divulgados ainda nesta quarta-feira (10) pela Polícia Civil.

VIOLAÇÃO SEXUAL MEDIANTE FRAUDE

No Código Penal Brasileiro, o crime de violação sexual mediante fraude prevê pena de dois a seis anos de reclusão.

“Art. 215. Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com alguém, mediante fraude ou outro meio que impeça ou dificulte a livre manifestação de vontade da vítima:

Pena – reclusão, de 2 (dois) a 6 (seis) anos”

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads