Política

Lula diz que ‘ninguém quer saber’ se Bolsonaro é ‘brocha’, mas se vai ter emprego e educação

Em | Da Redação

Atualizado em

Lula diz que ‘ninguém quer saber’ se Bolsonaro é ‘brocha’, mas se vai ter emprego e educação
Foto: reprodução internet

Foto: reprodução internet

O candidato do PT à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou neste sábado (10) que “ninguém quer saber” se o presidente Jair Bolsonaro, candidato do PL à reeleição, “é brocha ou não”, mas se haverá emprego, salário e educação no país.

O petista deu a declaração durante comício em Taboão da Serra (SP), na região metropolitana de São Paulo. Ele se referiu ao coro puxado por Bolsonaro em ato de campanha em Brasília no dia dos festejos do Bicentenário da Independência, na última quarta-feira (7). “Imbrochável, imbrochável, imbrochável”, entoou Bolsonaro a milhares de apoiadores na Esplanada dos Ministérios.

“O Brasil não pode aceitar um presidente da República que vai no 7 de Setembro dizer: ‘Eu sou imbrochável’. Ora, ele estava falando para quem? Para a mulher dele? Porque ninguém quer saber o que que ele é. Ninguém também quer saber se ele é brocha ou não é brocha. Isso é problema dele, não é problema nosso. A gente quer saber se vai ter emprego, se vai ter salário, se vai ter educação”, afirmou o candidato do PT.

Durante pronunciamento no comício, Lula também citou medidas recentes do governo Bolsonaro, como a ampliação temporária do Auxílio Brasil para R$ 600 e o pagamento de benefícios a taxistas e caminhoneiros. O ex-presidente afirmou que o candidato do PL – segundo colocado nas pesquisas – pode “dar o dinheiro do mundo” que “não vai comprar a consciência” dos brasileiros.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads