Política

Lula defende que votos no STF sejam sigilosos: ‘Ninguém precisa saber

Declaração ocorre após críticas da esquerda, inclusive do PT, ao ministro Cristiano Zanin

Em | Da Redação

Atualizado em

Lula defende que votos no STF sejam sigilosos: ‘Ninguém precisa saber
Declaração ocorre após críticas da esquerda, inclusive do PT, ao ministro Cristiano Zanin

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defendeu nesta terça-feira (5) que a posição individual dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e os votos de cada magistrado não sejam divulgados – segundo ele, como forma de evitar “animosidade” contra as instituições.

“Esse país precisa aprender a respeitas as instituições. Não cabe ao presidente da República gostar ou não de uma decisão da Suprema Corte. A Suprema Corte decide, a gente cumpre. É assim que é”, disse.

“Eu, aliás, se eu pudesse dar um conselho, é o seguinte: a sociedade não tem que saber como é que vota um ministro da Suprema Corte. Sabe, eu acho que o cara tem que votar e ninguém precisa saber. Votou a maioria 5 a 4, 6 a 4, 3 a 2. Não precisa ninguém saber foi o Uchôa que votou, foi o Camilo que votou. Aí cada um que perde fica com raiva, cada um que ganha fica feliz”, afirmou.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads